PROTESTO

Donos de bares e restaurantes fazem protesto contra medidas restritivas em Teresina

O protesto começou diante da Assembleia Legislativa em seguida os manifestantes seguiram em passeata pela Avenida Frei Serafim em direção ao Palácio de Karnak


Donos e funcionários de bares e restaurante fazem protesto contra medidas restritivas em Teresina

Donos e funcionários de bares e restaurante fazem protesto contra medidas restritivas em Teresina Foto: Foto: Abrasel/ Divulgação

Na manhã desta quarta-feira (03) empresários e funcionários do setor de bares e restaurantes realizaram uma manifestação contra as medidas restritivas que foram determinadas pelo Governo Estadual com o objetivo de evitar a disseminação do Coronavírus na capital.

Os manifestantes se reuniram na frente da Assembleia Legislativa, o grupo bloqueou parte da Avenida Marechal Castelo Branco e estendeu algumas faixas, logo após eles seguiram em passeata na Avenida frei Serafim em direção ao Palácio de Karnak.

Veja mais:

>> Forte chuva derruba árvore e causa estragos em bairros de Teresina

>> Piauí registra 1004 casos e 22 óbitos pela Covid-19 em 24 horas

De acordo com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), os manifestantes pedem que investimentos sejam feitos para que ocorra a ampliação  de leitos e a vacinação em massa o que facilitaria o retorno do funcionamento desses locais.

Ainda segundo a Abrasel, durante os finais de semana esses estabelecimentos concentram até 75% do faturamento dos bares e restaurantes e que como o setor foi impedido de operar por conta do decreto estadual, alguns restaurantes da capital tiveram que demitir funcionários.

O decreto publicado dia 23 de fevereiro tem validade até quinta-feira (04)  e impôs o toque de recolher, que vedou circulação de pessoas em espaços e vias públicas, ou privadas equiparadas a vias públicas, entre as 23h e as 5h. Além disso, as atividades não consideradas essenciais foram suspensas no fim de semana de 27 e 28 de fevereiro. Nesse período, os bares e restaurantes só puderam funcionar em serviços de alimentação e bebidas somente na modalidade Delivery.

Próxima notícia

Dê sua opinião: