ACIDENTE

Veja quem são as vítimas do trágico acidente de avião com o time do Palmas

A aeronave caiu momentos após decolar na capital de Tocantins rumo a Goiânia. O comandante também perdeu a vida


Acidente

Acidente Foto: Foto: Reprodução

A caminho de um jogo contra o Vila Nova, em Goiânia, o presidente do Palmas Futebol e Regatas e mais quatro jogadores morreram em um acidente aéreo no domingo (24/1). A aeronave caiu momentos após decolar na capital do estado rumo a Goiânia. O comandante do avião também não faleceu.

A assessoria do clube informou que estavam a bordo os atletas Lucas Praxedes, Guilherme Noé, Ranule e Marcus Molinari. Os jogadores viajaram separadamente do resto do time porque tinham testado positivo para a Covid-19. Além dos quatro, a aeronave levava o presidente do time, Lucas Meira, e o piloto do avião, Wagner Machado.

Veja mais:

>> Abstenção do Enem 2020 é de 55,3%; pedido de reaplicação deve ser feito a partir de hoje

>> Covid-19: Pacientes de Manaus desembarcam em Teresina


Nas redes sociais do time, foram compartilhadas imagens do último treino realizado no Tocantins, no sábado (23/1). O jogo será às 16h desta segunda-feira (25/1), no estádio OBA, em Goiânia. O Vila Nova emitiu nota lamentando o acidente e informando que vai colaborar para o adiamento da partida.

Veja quem são as vítimas:

Guilherme Noé

Tinha 28 anos e jogava como volante/zagueiro. Começou a carreira no Corinthians, passou ainda pelas categorias de base do Internacional, e desde 2013 rodou por 14 equipes do futebol brasileiro – entre as quais, Ipatinga, Tupi e Palmas.

Lucas Praxedes

Lateral-esquerdo, o atleta de 28 anos começou a carreira no Inter de Limeira, formou-se no Capivariano e passou por equipes como Marília, Botafogo-PB e Palmas.

Ranule

O goleiro de 27 anos iniciou a trajetória no Democrata, de Sete Lagoas. Rodou por clubes de Minas Gerais e, nos últimos anos, atuou por clubes cariocas, como Resende e Portuguesa-RJ. Chegou ao Palmas em 2021.

Marcus Molinari

Com 23 anos, o atleta era filho do ex-atacante Marinho, que rodou por times do futebol mineiro e se destacou em 2006 no Atlético-MG. Molinari surgiu no Villa Nova-MG, passou pelo time sub-23 do Santos, Tupi, Ipatinga, até chegar ao Palmas, em 2021. Era atacante.

Lucas Meira

O presidente do clube tinha 32 e era um empresário de Goiânia. Morava em Palmas desde 2007, onde se formou em agronomia. Ele chegou a se candidatar a vice-prefeito de Palmas em 2020, mas desistiu por conta de processos judiciais em que estava envolvido em Goiânia.

Wagner Machado

O comandante da aeronave tinha 59 anos e possuía anos de experiência como piloto.

Fonte: Metrópoles

Próxima notícia

Dê sua opinião: