IPIRANGA

Vale do Sambito realiza feira territorial e fortalece potencialidades da região

O território do Vale do Sambito é formado por 15 municípios, entre eles Ipiranga do Piauí, que sedia a feira, e tem por potencialidades a ovinocaprinocultura, a fruticultura irrigada, a produção de mel, entre outros


Feira Territorial da Agricultura Familiar do Vale do Sambito

Feira Territorial da Agricultura Familiar do Vale do Sambito Foto: Divulgação

Teve início nessa quinta-feira (17), a Feira Territorial da Agricultura Familiar do Vale do Sambito, no município de Ipiranga do Piauí. A Feira termina hoje (18), e é importante para o desenvolvimento e consolidação da política territorial no estado, além de fortalecer as potencialidades do território.

A Feira Territorial da Agricultura Familiar do Vale do Sambito é uma iniciativa Prefeitura Municipal de Ipiranga do Piauí e do Conselho de Desenvolvimento Sustentável do Vale do Sambito, contando com o apoio das secretarias de Agricultura Familiar e do Planejamento.

O território do Vale do Sambito é formado por 15 municípios, entre eles Ipiranga do Piauí, que sedia a feira, e tem por potencialidades a ovinocaprinocultura, a fruticultura irrigada, a produção de mel, horticultura, seus doces, queijos e cajuína e o turismo religioso em Santa Cruz dos Milagres.

 “Uma feira desse porte é de grande importância para o município de Ipiranga e para todo o território do Vale do Sambito pois é uma forma de aproximar a comunidade dos produtos da agricultura familiar e de aumentar a renda dos pequenos produtores, além de permitir um intercâmbio, seja cultural, de manejo ou tecnológico, entre os produtores das diversas cidades que compõe este território, destacando também o grande ganho social, tendo em vista os serviços prestados à população”, destaca Jorge Fernandes, agente de desenvolvimento do território do Vale do Sambito.


O secretário de Estado do Planejamento, Antonio Neto, destaca que as feiras territoriais são um modelo a ser seguido, e que o governo do estado levará a experiência para todos os demais territórios, “as feiras  são executadas pela secretaria de Agricultura Familiar, mas elas têm um planejamento calcado na visão territorial, é uma iniciativa dos conselhos territoriais, coordenados pela SEPLAN, que instrumentaliza essas feiras como uma forma de gerar oportunidades de negócio. É uma feira de empreendedorismo.

Para Antonio Neto, o  foco das feiras é fortalecer a geração de renda e as potencialidades do território, “as vocações daqueles territórios, os mais diversos produtos que são produzidos pela agricultura familiar fazem parte desse processo de revitalização do setor de serviços e comercial. Ela vai gerar oportunidade de emprego, incremento de renda e o fortalecer as estruturas do próprio município aproveitando as potencialidades econômicas de cada território. Essa ação está contemplada dentro do plano de trabalho que foi realizado pela SEPLAN, na lei de diretrizes orçamentária de 2019 e consubstanciada na lei orçamentaria anual. A secretaria do Planejamento repassa recurso para a secretaria de Agricultura Familiar e, com isso, serão realizadas 12 feiras contemplando os 12 territórios de desenvolvimento.

Fonte: SEMPLAN

Próxima notícia

Dê sua opinião: