2º INSTÂNCIA

Parlamentares comemoram decisão do STF e torcem para que Lula seja solto

Parlamentares da bancada piauiense como o deputado estadual Franzé Silva, o suplente de deputado Cícero Magalhães e o deputado federal Assis Carvalho comentaram a decisão


Bancada Piauiense

Bancada Piauiense Foto: Montagem PiauíHoje.com

Na noite da última quinta-feira (07), o Supremo Tribunal Federal voltou atrás na decisão de 2016, quando considerou realizar prisões de casos onde o acusado tenha sido condenado em segunda instância. A partir da decisão de ontem, os condenados em segunda instância poderão recorrer da decisão em liberdade até que o inquérito transite em julgado.

Pondo fim à polêmica, a votação do STF abre precedentes para que quase cinco mil presos no Brasil sejam livres, incluindo o ex-presidente Lula, o Dj Rennan da Penha, vencedor do Prêmio Multishow com o hit 'Hoje Eu Vou Parar Na Gaiola' e Rafael Braga.

No Piauí, parlamentares comemoram a decisão. A reportagem do Piauihoje.com, conversou com o deputado petista Franzé Silva, que trouxe seu entendimento sobre o caso.

"O STF manteve a execução do que está estabelecido no nosso texto constitucional. Acredito que os membros da Lava Jato buscarão criar dificuldades no pedido de soltura do Presidente Lula. Acontecendo a obstrução no pedido da soltura, forçará uma ampla mobilização não só do PT mas, de todos os que defendem o respeito a democracia e a constituição", comentou Franzé.

Para o suplente de deputado estadual Cícero Magalhães, "o STF já devia ter feito isso a tempos pois o LULA é um preso político", disse ao comentar que o ex-presidente já deveria estar em liberdade.

O Governador do Piauí, Wellington Dias, divulgou nota avaliando a votação do Supremo.

"Apesar de ter sido o óbvio, ou seja, o STF mostrou que o artigo quinto da Constituição Federal está totalmente em vigor, é importante destacar tudo que o Brasil viveu nos últimos períodos. A decisão afirma a presunção da inocência em que ninguém poderá ser preso, exceto quando a ação transitar em julgado. Isso vale não apenas para Luis Inácio Lula da Silva, mas para qualquer homem e qualquer cidadão brasileiro. Sabemos que por trás de tudo isso que a gente vivenciou tinham mecanismos para tirar a liberdade e a própria candidatura do presidente Lula. Espero que não se crie nenhuma forma de burlar a Constituição e a própria decisão do Supremo. Como todos os brasileiros, eu espero o Lula Livre.
Wellington Dias


Governador do Piauí"

O senador Marcelo Castro (MDB), participou da inauguração da reforma do Hospital Infantil Lucídio Portela (HILP), em Teresina, na manhã desta sexta-feira (08), ao lado do governador Wellington Dias, onde também avaliou o caso. 

"Nesse caso eu entendo que não tem o que interpretar, a constituição é mais do que clara quando diz que ninguém será considerado culpado sem sentença condenatória transitada em julgado", considerou.

O secretário estadual de Cultura, deputado Fábio Novo, postou em seu perfil no Facebook, uma foto com o ex-presidente.

Já o deputado federal e presidente do PT no Piauí, Assis Carvalho, pede a anulação do processo que condenou o ex-presidente Lula.

"Há um ano e sete meses o Brasil e o mundo acompanha a prisão política do presidente Lula. Hoje por seis votos a cinco do STF, a presunção da inocência foi estabelecido, é um bom começo, mas não é o suficiente. Queremos que esse processo que foi fraudado para tirar Lula da disputa eleitoral seja anulado, mas enquanto não se anula queremos Lula nas ruas", disse.


Próxima notícia

Dê sua opinião: