ATIVIDADE POLÍTICA

Em evento para mulheres, Rejane e Rafael selam compromisso em defesa de políticas públicas

Encontro "Conexão Mulheres" discutiu políticas públicas de enfrentamento à violência e inserção social da mulher


Rejane Dias e Rafael Fonteles em evento para mulheres

Rejane Dias e Rafael Fonteles em evento para mulheres Foto: Reprodução

A deputada federal, e pré-candidata a reeleição, Rejane Dias promoveu na noite desta segunda-feira,27, o encontro "Conexão Mulheres" com a presença do pré-candidato a governador, Rafael Fonteles (PT) no Gran Hotel Arrey, em Teresina. O objetivo do evento era reunir mulheres para debater politicas públicas de enfrentamento à violência e de inserção social e econômica da mulher, além participação e a preservação dos direitos das mulheres, nos mais diversos setores.    

Os temas foram variados: inserção da mulher na política, combate à violência, autonomia econômica e saúde. “A rede de amparo à saúde da mulher, não há duvida disso, é mais complexa. Do câncer de mama ao parto humanizado, elas necessitam de uma atenção naturalmente especializada. Por isso na Câmara temos essa responsabilidade de contruir essa rede de proteção à saúde”, disse a deputada.


“Foi um evento histórico! Pois conseguimos reunir uma porção de ideias novas. E essas ideias irão se transformar em projetos, em ações de governo no futuro.”, complementa.

“Esse tipo de evento é muito importante porque precisamos ouvir e discutir políticas que valorizem as mulheres, que coíbam a violência doméstica e priorizem a luta delas por melhores espaços de poder, inclusive na política. Nessa eleição mesmo, as mulheres terão o papel mais importante na reconstrução do Brasil e são elas que estão tendo a ousadia de enfrentar essa tragédia que é o governo federal“, ressalta Rafael Fonteles.  

O evento contou ainda com uma mensagem gravada da presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, sobre a importância da mulher, inclusive na política. “As mulheres podem muito ajudar a melhorar o Brasil”, enfatiza a presidente do PT.

Próxima notícia

Dê sua opinião: