Política

Dr. Pessoa aparece em 11º lugar em pesquisa para Prefeitura de Teresina

De acordo com o Instituto Datamax, o prefeito fica atrás de 10 nomes que se alçam pré-candidatos

Da Redação

Domingo - 16/04/2023 às 19:00



Foto: Ascom Dr Pessoa, candidato a prefeito de Teresina
Dr Pessoa, candidato a prefeito de Teresina

A pesquisa do instituto Datamax que foi divulgada na última semana aponta um fato curioso: o prefeito de Teresina, Dr. Pessoa (Republicanos) não está no topo do ranking na preferência do eleitorado teresinense.

Mesmo com a máquina e em posse do mandato, segundo a pesquisa, o incumbente que já declarou que pretende tentar a reeleição no ano que vem, está em 11º lugar. Isso quer dizer que dentro da lista de candidatos apresentada pelo instituto aos entrevistados, existem 10 outros candidatos que teriam a preferência do eleitorado, caso o pleito fosse hoje.

De acordo com a pesquisa feita pelo Instituto Datamax, que ouviu 891 pessoas, em entrevistas distribuídas nas zonas norte, sul, leste e sudeste da capital entre os dias 27 e 30 de março e 2023, quem lidera a pesquisa é o ex-prefeito Sílvio Mendes (União Brasil), seguido de uma aliada do mesmo campo político, Bárbara do Firmino (PP). Em terceiro lugar, está o deputado estadual Fábio Novo (PT), cujo partido atualmente compõe a base do prefeito na Câmara.

De acordo com pesquisa do Instituto Datamax, dez nomes aventados como possíveis candidatos à Prefeitura de Teresina têm mais apoios do que o prefeito que tenta a reeleição 

Além dos três mais bem colocados, ainda aparecem à frente de Dr. Pessoa na pesquisa o ex-prefeito de Teresina e ex-senador Elmano Férrer (PP), a ex-deputada estadual Teresa Britto (PV) e o deputado estadual Jeová Alencar (Republicanos), que é correligionário do prefeito e atualmente faz parte da gestão municipal, como superintendente da SAAD Sul.

O ex-prefeito de Floriano, Joel Rodrigues (PP), que foi candidato ao Senado nas últimas eleições também tem preferência de voto maior que o atual prefeito, além do secretário estadual de Segurança, Chico Lucas (PT), do vereador e presidente da Câmara de Vereadores Enzo Samuel (PDT), e o deputado estadual Dr. Vinícius (PT). Dr. Pessoa só aparece na 11ª colocação, com 1,68% das intenções de voto.

VEJA A LISTA DA PESQUISA:

SE AS ELEIÇÕES MUNICIPAIS FOSSEM HOJE, E OS CANDIDATOS FOSSEM ESTES, EM QUEM O (A) SR (A) VOTARIA PARA PREFEITO DE TERESINA - PI? (ESTIMULADA)

Sílvio Mendes - União Brasil - 24,47%

Bárbara do Firmino - Progressistas - 18,18%

Nulo / Branco - Espontânea - 7,52%

Fábio Novo - PT - 7,18%

Elmano Férrer - Progressistas - 6,17%

Teresa Britto - PV - 6,06%

NS/NO - Espontânea - 5,95%

Jeová Alencar - Republicanos - 3,93%

Joel Rodrigues - Progressistas - 2,58%

Chico Lucas - PT - 2,47%

Enzo Samuel - PDT - 2,24%

Dr. Vinícius - PT - 2,13%

Dr. Pessoa - Republicanos - 1,68%

Franzé Silva - PT - 1,68%

Ismael Silva - PSD - 1,68%

Luciano Nunes - PSDB - 1,23%

Marco Aurélio - PSD - 1,12%

Merlong Solano - PT - 1,12%

Fernando Said - PSDB - 0,79%

Firmino Paulo - PT - 0,56%

Washington Bonfim - PSB - 0,56%

Lucy Soares - Progressistas - 0,34%

Petrus Evelyn - Partido Novo - 0,34%

TOTAL - 100%

Foram ouvidas 891 pessoas, em entrevistas distribuídas nas zonas norte, sul, leste e sudeste da capital. O questionário foi aplicado entre os dias 27 e 30 de março e 2023, e tem margem de erro e 3,28% e nível de confiança de 95%.

Apesar dos nomes terem sido sondados na pesquisa, ainda não é possível afirmar quais deles efetivamente serão candidatos. Atualmente, as pesquisas têm servido de base para os partidos e grupos políticos se articularem para a montagem das chapas. Muitos dos nomes que aparecem nas pesquisas inclusive tem evitado falar em eleição, argumentando que o momento mais oportuno é a partir do segundo semestre ou mesmo apenas em 2024, que é quando ocorrerá o pleito. 

CRISES NA PREFEITURA

Desde o início da gestão, o prefeito Dr. Pessoa tem enfrentado crises na administração municipal. A promessa de campanha para solucionar os problemas do transporte público não foi cumprida, e a situação teve uma piora, com as constantes paralisações dos trabalhadores por falta de pagamento e as reclamações dos usuários sobre a baixa qualidade e quantidade dos veículos.

Na Fundação Municipal de Saúde, também há uma crise por conta da falta de medicamentos e insumos básicos nas unidades de saúde. Uma denúncia do vice-prefeito Robert Rios (sem partido) de que recursos da saúde não tiveram o devido empenho tem levado uma Comissão Especial na Câmara de Vereadores a apurar a situação.

O prefeito, no dia 3 de abril, ao ser questionado sobre a pesquisa do Instituto Opinar, que mostrou que o prefeito perdia em todas simulações feitas, disse que está trabalhando e levantou dúvidas sobre as pesquisas: “Eu tô trabalhando de manhã, de tarde e de noite para satisfazer o povo (...) Em 2016, eu estava com 20% em algumas pesquisas, e tirei 40%. A maioria [das pesquisas] é maquiada”, disse Dr. Pessoa à ocasião.

Siga nas redes sociais

Compartilhe essa notícia: