DISSIDENTES

Deputado Flávio Nogueira forma grupo para atuar acima de ideologias partidárias

O Piauí tem como representante no séquito o deputado federal Flávio Nogueira


Deputado Flavio Nogueira

Deputado Flavio Nogueira Foto: Ascom

Nem só de combater a ‘ideologia de gênero’ vive parte da Câmara Federal, o surgimento de um Grupo Parlamentar Suprapartidário (GPS) está sendo formado na casa para atuar acima das ideologias partidárias. O Piauí tem como representante no séquito o deputado federal Flávio Nogueira, afastado das atividades partidárias por atuar contrário à orientação de seu partido, o PDT, durante a votação da Reforma da Previdência.

“O que nós queremos é que um grupo seja formado a partir de 31 parlamentares para que possamos estar de acordo como regimento da casa pedindo votação nominal, pedindo mudança de pauta e que esteja acima de ideologias partidárias, tanto de esquerda como da direita, embora conservando seus princípios doutrinários, mas que não seja assim inflexível”, explicou.

O núcleo do GPS gira em torno de partidários do PSB e PDT, que igualmente ao Nogueira também desacataram a orientação de votar contra a reforma e hoje respondem a processos pelo ato dissidente. Átila Lira, deputado federal pelo PSB, é outro piauiense que também está sendo julgado pela comissão de ética e pode ser multado ou até mesmo expulso de seu partido.

O grupo tem como primeira missão debater o Fórum Privilegiado. “Trata-se de um grupo modernista que quer reformas. Nós nos reunimos aqui em Brasília, não estavam apenas os dissidentes, tanto do PDT como do PSB, mas também pessoas que não tem problemas com seus partidos e definimos como primeira tarefa acabar com o Fórum Privilegiado para todas as autoridades e explicar também para a população, pois, às vezes muita gente pensa que o Fórum Privilegiado é somente para os políticos, mas é também para juízes, promotores, secretários de Estado, enfim, para muita gente”, finalizou.

Próxima notícia

Dê sua opinião: