PANDEMIA

Georgiano Neto passa por pico da Covid e é transferido para UTI do Hospital Sírio Libanês

O parlamentar foi transferido com um cateter na narina, mas ainda não precisa ser entubado


Deputado estadual Georgiano Neto

Deputado estadual Georgiano Neto Foto: Reprodução/Instagram

O deputado estadual Georgiano Neto, que estava internado desde o último sábado em apartamento do Hospital Sírio Libanês, de São Paulo, foi transferido nesta sexta-feira (17) para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A informação foi confirmada ao Piauihoje.com por Simone Pereira, que acompanha o parlamentar e é correligionária dele.

O parlamentar foi transferido com um cateter na narina, mas ainda não precisa ser entubado. Em nota, o parlamentar informou que sua medicação será mudada.

NOTA

Comunico a todos que sigo fazendo o tratamento contra a Covid-19 com muito sucesso. Os sintomas leves que eu estava sentindo (tosse e febre) desapareceram. Mas como estou vivendo o pico da doença (9º ao 13º dia) e minha saturação está oscilando, o médico decidiu pela transferência para um leito de UTI, com um cateter na narina, bem como cogita mudar medicação. Ficou descartada a necessidade de entubação. Grato a todos pelo apoio, estamos vencendo sem grandes complicações!

O deputado federal Júlio César, pai de Georgiano, também está contaminado com o novo coronavírus e internado no mesmo hospital. No PSD, Simone, que é pré-candidata à prefeitura de Teresina, venceu há doença há um mês.

ALEPI

Na Assembleia Legislativa do Piauí, o deputado Júlio Arcoverde confirmou que também contraiu o Sars-CoV-2 e segue em isolamento domiciliar. A deputada Janaína Marques pegou a doença, mas já se curou há cerca de um mês.

Com parte da bancada infectada, o presidente da Alepi, deputado Themistocles Filho, decidiu suspender mais uma vez as atividades presenciais

Notícias relacionadas

Deputados do Piauí são transferidos para o hospital Sírio Libanês em São Paulo com Covid

Deputados do Piauí pegam Covid-19 e Themístocles suspende sessões presenciais na ALEPI

Próxima notícia

Dê sua opinião: