TENTATIVA DE FEMINICÍDIO

Sargento da PM-PI é preso oito dias após tentar matar companheira em Teresina

Esta é a segunda denúncia contra o policial militar do Piauí por tentativa de feminicídio


PM foi encontrado em sua própria residência em Teresina

PM foi encontrado em sua própria residência em Teresina Foto: Divulgação/PC-PI

Um sargento da Polícia Militar do Piauí identificado apenas como Menezes foi preso na tarde desta sexta-feira (10). Ele é acusado de tentativa de feminicídio contra a própria parceira com quem convivia há um ano. As agressões e ameaças de morte contra a vítima ocorreram na última quinta-feira (02).

A prisão foi realizada pelo Núcleo de Feminicídio do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa, sob coordenação da delegada Luana Alves. O PM foi localizado em sua própria residência e não resistiu à ordem de prisão. Ele, inclusive, já havia prestado depoimento ao DHPP na semana passada.

O Sargento Menezes já respondia a outra denúncia anterior pelo mesmo crime, no caso, contra sua ex-esposa. 

"Em 2017 ele já tinha outro procedimento também de violência doméstica, nesse caso não foi contra a vítima atual, foi contra a ex-companheira. Isso ele confirmou no depoimento dele. Recebemos o boletim de ocorrência na sexta passada, iniciamos as investigações e realmente a dinâmica criminal, como foi relatada, dá indícios muito fortes de se tratar de uma tentativa de feminicídio, não de uma lesão corporal. Isso está claro no enredo, nas provas, nas testemunhas e hoje foi deferida a prisão preventiva dele pela Central de Inquéritos. Ele foi preso e foi levado para a Contenção da Polícia Militar", disse a delegada Luana. 

Ele também confirmou à polícia que responde a processo no Estado do Maranhão por disparo de arma de fogo.

Próxima notícia

Dê sua opinião: