COVID-19

Identificado homem que agrediu médica no hospital de Barras

A médica plantonista foi agredida fisicamente e verbalmente na noite de sábado


Jodervan da Silva Melo

Jodervan da Silva Melo Foto:

O desespero das pessoas por causa do medo de contaminação com o novo coronavírus está gerando violência. A médica plantonista Nereida Carla Veras e Silva foi agredida fisicamente e moralmente sábado (09) à noite, durante seu plantão no Hospital Regional Leônidas Melo, em Barras, cidade a 119 quilômetros ao Norte de Teresina.

De acordo com Boletim de Ocorrência registrado na delegacia policial da cidade, o autor da agressão é Jordevan da Silva Melo, bacharel em Direito e filho de policial militar aposentado. 

O pai de Jordevan já é idoso e foi levado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) até o hospital de Barras, onde a médica Nereida Carla informou que o paciente estava com suspeita de Covid-19. Inconformado com o diagnóstico, Jordevan Melo agrediu a médica a socos e verbalmente.

Por causa da agressão a direção do hospital lançou a seguinte ao público:

"O acompanhante não aceitou o diagnóstico apresentado pela médica e solicitou a transferência do paciente, que chegou a unidade de saúde, trazido pelo SAMU, com dispneia (falta de ar). Quando a médica foi tirar a cópia do prontuário, para liberar a saída do paciente, o mesmo a agrediu com socos, tomou o documento das mãos da profissional e começou a insultá-la com palavras de baixo calão. A Polícia Militar foi acionada e encaminhou o agressor para a delegacia de Barras, onde foi registrado o boletim de ocorrência", disse na nota a direção do Hospital Leônidas Melo.

Próxima notícia

Dê sua opinião: