Homem é executado com 35 tiros de pistola em Lagoa do Piauí

Polícia Civil investiga se vítima foi morta pelo “tribunal do crime


O corpo crivado de balas

O corpo crivado de balas Foto: Reprodução/WhatsApp

A Polícia Civil investiga se o homem, com idade entre 25 e 30 anos, morto com pelo menos 35 tiros de pistola PT-380, próximo a uma pedreira, na rodovia BR-316, em Lagoa do Piauí, foi mais uma vítima do “tribunal do crime” que vem atuando no Piauí. A execução está sendo investigada pela polícia de Demerval Lobão e pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa.

Moradores da localidade próxima à sede da Minor Mineradora, que extraí brita na pedreira onde o corpo foi encontrado, informaram à Polícia Militar que ouviram vozes e dezenas de tiros no início da noite de quarta-feira (23).

O vigia da mineradora, que teve a identidade preservada, contou ao tenente-PM Hortêncio, comandante da 2ª Companhia do 17º Batalhão da Polícia Militar, que eram pelo menos três carros, que chegaram ao local por volta das 19h30.  

O vigia afirma ter ouvido uma pessoa pedindo para não ser morto. Em seguida, os disparos. O empregado da mineradora se abrigou e ligou para a polícia.

“Foi  uma execução. Os carros saíram no sentido de Demerval Lobão, mas ninguém sabe quem cometeu o crime e quem é a pessoa que morreu, pois ela estava sem identificação”, adiantou o comandante.

Fonte: DHPP

Próxima notícia

Dê sua opinião: