DENÚNCIA ON LINE

Em Picos, escola demite professores acusados de assédio sexual contra alunas

A exposição dos fatos foi feita nas redes sociais por meio da hastag #exposedpicos


Relatos de assédio sexual em Picos

Relatos de assédio sexual em Picos Foto: Print do twitter

Após os relatos de assédio sexual através da #exposedteresina e o #exposedpicos nas redes sociais, o Colégio São Judas Tadeu, em Picos, demitiu dois professores e afastou seis que foram citados nas postagens. O colégio foi a primeira instituição de ensino a tomar providências desde que o movimento com denúncias on line teve início nas redes sociais. A maioria dos relatos de assédios publicados são contra professores de grandes escolas privadas de Teresina.

Os seis professores afastados não foram demitidos porque a escola ainda não conseguiu provas suficientes para acusá-los. O diretor da escola, Daniel Bonfim, lamentou a situação e disse que é importante o movimento, mesmo que aconteça somente através das redes sociais. 

Ele disse ainda que a intenção do Colégio São Judas Tadeu não é prejudicar professores ou aluno, mas sim agir com justiça, demitindo quem foi comprovado e suspendendo quem estivesse sob suspeita. 

O colégio abriu ainda um canal de denúncias anônimas através do e-mail colegio.csjt@outlook.com. Outros colégios de Picos também foram citados no #ExposedPicos e alguns se manifestaram por meio de nota nas redes sociais.

Próxima notícia

Dê sua opinião: