SERVIÇOS

Coordenadoria da Mulher leva Ônibus Lilás para o município de São João da Serra

Mulheres da comunidae Lagoa, na cidade de São João da Serra, foram assistidas pela Rede de Atendimetno às Mulheres em situação de violência doméstica.


Ônibus Lilás

Ônibus Lilás Foto: Divulgação

A Coordenadoria Estadual de Políticas para as mulheres (CEPM) levou os serviços de assistência psicossocial, jurídica, embelezamento e atendimento médico para as mulheres na comunidade Lagoa, no município São João da Serra. A ação também beneficia as mulheres na comunidade Boa Vista, Gongora, Boca da Catinga, Assentamento Boa Vista e  Camponesa.

Durante a ação estiveram presentes a Secretária de Saúde, enfermeira Rivalda Rocha, Secretaria de Assistência Social  Ieda Moura, Psicóloga do CRAS, Samilia Castro, Assistência Social, Rossana Aranha e equipe da Coordenadoria da Mulher. “A ação do Ônibus Lilás tem esse objetivo de sensibilizar homens e mulheres da comunidade para que, juntos com a Rede de Atendimento às Mulheres do município, possa acompanhar de perto essa mulher e impedir que ela sofra violência e as que estão passando por alguma situação de violência tenham coragem de denunciar seus agressores e evitar a intensificaçao da violência”, pontua Louise Soares, Coordenadora de Mulhere Rurais.

As moradoras da comunidade de Crauna, Roseana Silva e aIsabel de Paiva, da comunidde Lagoa, foram pela primeira vez a ação do ônibus lilás em busca de informações sobre a prevenção da violência doméstica. A moradora Isabel de Paiva destacou que  quando soube da ação na comunidade ficou interessada pela palestra. “Vivemos situações que nem sabemos se é ou não violência. Eu nunca sofri violência doméstica, mas sei que posso ajudar outra mulher quando tenho informação. Hoje eu vim com meu filho de 4 meses para que desde de pequeno ele possa ir escutando informações da importância de cuidar das nossas mulheres”, destaca Isabel de Paiva.

A moradora Roseana Silva foi ao serviço em busca de conversar com a psicóloga do CRAS  para tirar dúvidas de questão de saúde mental  e participar do processo de embelezamento. “Escutar a palestra passa um filme na minha cabeça porque os exemplos dos tipos de violência são comuns no nosso dia a dia. Eu vim conversar com a psicóloga para saber mais informações e aproveitei também para me sentir bonita fazendo as unhas e sobrancelhas. Esse tipo de ação na nossa comunidade coloca a gente pra refletir muito e acredito que essas palavras vão mudar muito nossa realidade”.

A Psicóloga do CRAS, Samila Castro, realizou atendimento na UBS e dentro do próprio Ônibus Lilás. “Escutar as mulheres antes, durante e após a violência permite que possamos fazer um acompanhamento de forma mais eficaz e sistematizado com a Rede de Atendimento, pois uma violência sempre está somada com outras violência. Hoje durante a ação do  ônibus lilás tirei  várias dúvidas que as mulheres têm vergonha de perguntar após a palestra e vemos a importância desse projeto principalmente para as mulheres que moram na zona rural. Estamos muito felizes das mulheres terem escutado a palestra além de participar dos serviços, pois sabemos o quanto também é dificil falar das violências”.

O Ônibus Lilás tem esse objetivo de sensibilizar homens e mulheres para o enfrentamento à violência doméstica e durante o mês de Novembro as palestras de prevenção e sensibilização da sociedade  se intensificam com a campanha 16 Dias de Ativismo – Ei mermã, nem mais um minuto de silêncio.

Veja também:

Mãe de gêmeos morre por complicações após o parto e comove cidade no Piauí

Comunicadores participam do programa Portas Abertas da Águas de Timon

Jovem de 22 anos desaparece em açude na cidade de Picos

Fonte: CCOM

Próxima notícia

Dê sua opinião: