BEIRUTE

CICV entrega material médico a 12 hospitais e busca doadores de sangue

OO Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) responde ativamente à explosão em Beirute e continua comprometido com o apoio ao Líbano durante estes tempos difíceis.


O CICV realizou uma distribuição preliminar de suprimentos médicos de emergência para 12 hospitais em Beirute e arredores. CICV

O CICV realizou uma distribuição preliminar de suprimentos médicos de emergência para 12 hospitais em Beirute e arredores. CICV Foto: CICV

Após a terrível explosão no Líbano, o CICV realizou uma distribuição preliminar de suprimentos médicos de emergência a 12 hospitais da capital e arredores. Prestaremos mais ajuda conforme as necessidades, tanto para os nossos parceiros da Cruz Vermelha Libanesa como para os hospitais e estabelecimentos de saúde em todo o país.

- Alguns feridos foram levados ao hospital Rafik Hariri, que o CICV apoia desde 2016 para garantir o acesso dos mais vulneráveis à assistência à saúde. Esse hospital se tornou o principal centro de diagnóstico e tratamento da COVID-19 desde o início da pandemia.

- Para aqueles que se encontram no Líbano e estão em condições, fazemos um apelo para que se dirijam aos centros de saúde da Cruz Vermelha Libanesa para doação de sangue.

- O Líbano continuará sentindo os impactos da explosão por um longo tempo. Além da perda de vidas e dos ferimentos, as pessoas perderam suas casas e empresas. O país já apresentava extrema fragilidade após meses de crise econômica e da pandemia do coronavírus. Trata-se de um duro golpe para pessoas que já se esforçavam para lidar com uma situação difícil.

- A destruição do porto poderá ter um efeito devastador sobre população libanesa devido à perda da capacidade de importar os produtos necessários. Também afetará o fluxo de ajuda humanitária, incluindo o trabalho de assistência do CICV no Líbano e na vizinha Síria.

Os trabalhos do CICV no Líbano incluem:

  • Entrega de ajuda financeira a famílias de refugiados libaneses e sírios;
  • Reabilitação de abrigos de refugiados sírios e palestinos e concessão de apartamentos sem cobrança de aluguel durante um ano;
  • Criação e fortalecimento de infraestrutura de fornecimento de energia elétrica em bairros carentes, com apoio às redes de abastecimento de água para garantir que os refugiados e as comunidades que os acolhem tenham acesso a suficiente água potável;
  • Tratamento de pacientes feridos por armas e atenção de emergência aos mais vulneráveis em centros de saúde administrados ou apoiados pelo CICV em todo o país;
  • Apoio aos centros de assistência à saúde primária, reabilitação física e serviços de saúde mental e apoio psicossocial;
  • Defesa, junto às autoridades e partes interessadas, do contínuo respeito ao princípio de non-refoulement (não devolução) e contra deportações e retornos forçados.

Fonte: Ascom CICV

Próxima notícia

Dê sua opinião: