DOAÇÃO DE SANGUE

Pacientes do HGV deixam de ser operados por falta de sangue; direção pede doações

Devido a pandemia do coronvírus, o estoque de sangue no Hemopi está baixo


Cirurgia são suspensas por falta de doação de sangue

Cirurgia são suspensas por falta de doação de sangue Foto: Montagem Piauí Hoje

O Hospital Getúlio Vargas (HGV) está sem realizar procedimentos cirúrgicos nos pacientes internados devido a falta de sangue. O diretor do hospital, o médico Gilberto Albuquerque, gravou um vídeo para pedir à população que realize a doação de sangue no Hemopi.

"Fizemos essa reunião para falar sobre a necessidade de doação de sangue. são vários pacientes que nós temos internados, sem condições de serem operados por falta de sangue. Então, você que tem condição de saúde, que dá pra fazer essa caridade com a doação de sangue não pega coronavírus. Se você se desloca até o Hemopi, com segurança, está garantindo que essas pessoas que estão deixando de serem operadas, sejam. Então por favor colaborem, a saúde do Piauí precisa de vocês nesse momento", diz o diretor.

Devido a pandemia de coronavírus, o  Centro de Hematologia e Hemoterapia do Piauí (Hemopi) adotou a medida de segurança para  evitar aglomerações e manter o estoque de sangue. O Hemopi pede que as pessoas agendem um horário para doação de sangue através do telefone (86) 9 8894 6614. 

"O Hemocentro precisa manter seu estoque para atender as demandas de urgência e emergência. A doação de sangue é um procedimento seguro que atende todas as normas de biossegurança estabelecidas pela legislação. Pedimos que os candidatos à doação que estiverem com a saúde em dia venham doar em horários agendados", explica o diretor  do Hemopi, Jurandir Martins.

O atendimento ambulatorial está suspenso temporariamente e os atendimentos de urgência a pacientes hemofílicos e com outras doenças hematológicas estão mantidos, bem como a dispensação de medicamentos.

Próxima notícia

Dê sua opinião: