ESPERANÇA

Exames comprovam que Gabriel Brenno não teve morte cerebral

O jovem segue recebendo cuidados médicos necessários para sua recuperação


Gabriel Brenno

Gabriel Brenno Foto: Arquivo pessoal

O Hospital de Urgência de Teresina (HUT), divulgou uma nova nota na tarde desta sexta-feira (19) para informar que o estudante Gabriel Brenno Nogueira, de 21 anos, concluiu os exames do protocolo de morte encefálica e foi constatado atividade cerebral, ou seja, não foi constatado morte cerebral. 

A equipe médica deu início ao protocolo de morte encefálica na noite de ontem (18), que consiste na realização de três exames, sendo dois exames clínicos e um por imagem, que foram repetidos para constatar se há atividade cerebral no paciente. O protocolo avaliou o quadro de saúde do paciente, que é gravíssimo, e os médicos queriam uma confirmação se ainda há atividade cerebral no jovem, que não reagiu a estímulos depois que foi suspensa a sedação. Como a morte cerebral foi descartada, Gabriel vai continuar recebendo toda a assistência necessária para diante do seu quadro. 

Nota do HUT

O HUT comunica que o Protocolo de Morte Encefálica do paciente Gabriel Brenno Nogueira da Silva Oliveira, 21 anos, foi concluído e que o mesmo ainda apresentou atividade elétrica cerebral. Portanto, não foi constatado morte cerebral. Gabriel continuará recebendo toda assistência necessária diante do seu quadro de saúde.


O crime 

Gabriel Brenno foi baleado na cabeça, na manhã de quarta-feira (17), por volta de 7h15, ao lado de um curso preparatório, na Rua Paissandu, no Centro de Teresina. Segundo informações da PM, o suspeito desceu de um veículo, um Chevrolet Onix de cor cinza, efetuou o disparo e fugiu. As câmeras de segurança do cursinho filmaram o carro estacionado na Rua Quintino Bocaiuva, no canto superior direito do vídeo, embaixo de uma árvore, atrás de outros dois veículos. Um homem, de camisa clara, aparece correndo, entra no carro e sai em disparada.

Pivô

O crime tem motivação passional e uma mulher, que assumiu manter um relacionamento com o estudante prestou dois depoimentos no 1º Distrito Policial, no Centro de Teresina. A mulher confessou que tem um relacionamento com o Gabriel e que o conheceu numa academia próximo ao Fripisa.  O principal suspeito do disparo é o companheiro da mulher. 


LEIA TAMBÉM: Testemunha depõe no 1º DP e assume relacionamento íntimo com Gabriel Brenno

Fonte: HUT

Próxima notícia

Dê sua opinião: