PREVENÇÃO

Escolas mobilizam estudantes em ações contra o suicídio

O Ceti Professor Antônio Tarciso Pereira e Silva realiza atividade do Setembro Amarelo nesta segunda (9).


Prevenção

Prevenção Foto: Divulgação

Todos os  anos, cerca de 800 mil pessoas cometem suicídio, sendo a segunda principal causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). Por conta disso, o Ceti Professor Antônio Tarciso Pereira e Silva realiza, nesta segunda-feira (9), mobilização da campanha Setembro Amarelo.

De acordo com a diretora da escola, Maria José Viana, o objetivo da ação é valorizar a importância do amor próprio e da vida, despertando nos alunos, professores e funcionários a vontade de viver e superar os problemas difíceis. "Hoje vamos passar o dia abordando o amor e a valorização da vida. Está sendo um dia lindo", declara a gestora.

Maria José falou ainda que, durante o período escolar, os jovens enfrentam um período de muita pressão dos pais, da escola e deles mesmos. "É o momento em que eles começam a traçar a escolha profissional e as incertezas sobre o futuro causam muita apreensão", afirma a diretora.

Ela falou ainda que o trabalho de valorização da vida tem sido feito diariamente na escola, fazendo com que os alunos se sintam acolhidos, desconstruindo a escola apenas como espaço de conteúdo.

"O maior retorno tem sido saber o quanto os alunos agora nos procuram para poder falar, expressar sentimentos, confiar, sabendo que há disponibilidade para ouvir e acolher", resume a diretora.
 
Além de dinâmicas para exaltar particularidades de cada ser humano e estimular o cuidado com o próximo, no período da tarde o Ceti Antônio Tarciso vai receber a professora Zenilda Andrade, da 20ª Gerência Regional de Educação, que na oportunidade vai ministrar a palestra "O Valor e Amor à Vida".  

A escola pretende manter essa iniciativa durante todo o ano letivo de forma permanente. Pais e professores também estão engajados no projeto, tanto na divulgação da iniciativa quanto na atuação do auxílio e instrução aos alunos.

Setembro Amarelo

No Brasil, o Setembro Amarelo foi criado em 2015 pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), com a proposta de associar a cor ao mês que marca o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio (10 de setembro).

A ideia é pintar, iluminar e estampar o amarelo nas mais diversas resoluções, garantindo mais visibilidade à causa

Fonte: CCOM

Próxima notícia

Dê sua opinião: