MISTÉRIO

Criança com suspeita de envenenamento morre na UTI

A principio havia a suspeita de que a criança teria sido estuprada, mas os exames não constataram abuso


Hospital Infantil

Hospital Infantil Foto: Secretaria de Estado da Saúde do Piauí - Governo do Estado do Piauí

Morreu na manhã desta quinta-feira (18), a criança de três anos que estava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Infantil Natan Portella, em Teresina. A menina Bruna Heloísa Rocha da Costa foi trazida da cidade de Amarante desacordada, sob suspeita de envenenamento e abuso sexual. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), os exames realizados pelo Serviço de Atenção às Mulheres Vítimas de Violência Sexual (SAMVVIS), constataram que a criança não foi estuprada. 

Segundo o Hospital Lucídio Portella, a criança sofreu uma parada cardiorrespiratória, que mesmo sendo revertida, a menina não resistiu e morreu por disfunção de múltiplos órgãos. A família da criança quer que seja realizado exame toxicológico no corpo para saber se Bruna foi dopada, pois a mãe a encontrou em casa desacordada e "espumando" pela boca na segunda-feira (15).

A conselheira tutelar do município de Amarante, Joseli Santos, disse que a mãe teria viajado e deixou a menina sob os cuidados do companheiro. Quando chegou em casa e encontrou a filha desacordada, ela foi tirar satisfação com o marido, mas acabou sendo agredida por ele, pela cunhada e pela sogra. A criança foi levada primeiramente ao hospital em Amarante e transferida para o Hospital do Promorar, na zona Sul de Teresina. Devido a gravidade, a criança foi transferida para a UTI do Hospital Infantil, onde faleceu.

A suspeita que Bruna Heloísa tenha sido dopada pelo padrasto, que é deficiente físico e faz uso das medicações  Gardenal e diazepam. A Polícia Civil já está investigando o caso e o corpo deve passar por perícia no Instituto de Medicina Legal (IML).

A Secretaria de Estado da Saúde enviou uma nota sobre o caso. Confira:

"A Secretaria de Estado da Saúde informa que a menor B.E.R.C, de 3 anos de idade, que deu entrada na tarde da última quarta-feira(17), no Hospital Infantil Lucídio Portela, veio a óbito na manhã desta quinta-feira (18), por disfunção de múltiplos órgãos. 

O boletim médico informa que a criança deu entrada no Hospital Infantil Lucídio Portela, acompanhada da equipe do Samu avançada, com parada cardiorrespiratória, que foi revertida na UTI, mas que infelizmente a criança não resistiu a gravidade da situação. 

A Secretaria de Estado da Saúde informa ainda, que a criança não deu entrada na Maternidade Dona Evangelina Rosa, mas que uma equipe do Serviço de Atenção às Mulheres Vítimas de Violência Sexual (SAMVIS), foi deslocada para o Hospital Infantil Lucídio Portela, onde examinou a criança e constatou que não houve abuso sexual", diz a nota.


Fonte: Redação Piauí Hoje

Próxima notícia

Dê sua opinião: