NA FRANÇA

Anitta diz que nome de Bolsonaro "não deve ser mencionado para não atrair energia ruim"

Fala da artista ocorreu durante entrevista ao programa francês "Quotidien"


Anitta

Anitta Foto: Divulgação

Anitta, que foi convidada para falar sobre seu novo álbum "Versions of me" no programa Quotidien, na França, disse que gosta de deixar claro seu posicionamento político ao seu público.

Em entrevista a um programa de TV na França, Anitta disse preferir não mencionar o nome do atual presidente da República no Brasil, Jair Bolsonaro (PL) quando questionada sobre o político. "Eu não chamo ele pelo nome, não deve ser mencionado para não atrair energia ruim", disse a cantora. A declaração foi feita na noite dessa sexta-feira, 24, durante o programa "Quotidien", do canal TF1, da TV francesa.

A artista, que foi convidada para falar sobre seu novo álbum "Versions of me", disse que gosta de deixar claro seu posicionamento político ao seu público. "Eu não estou de acordo com o que esse presidente faz", acrescentou a cantora. Ainda segundo Anitta, o atual presidente "não representa os brasileiros".

O relato ocorreu após o apresentador do programa, Yann Barthès, perguntar à Anitta "como vai Bolsonaro?". A artista, que falou sobre vários assuntos, alternando entre o francês e o português, disse que não pronunciava o nome dele, que o chamava de Voldemort - em referência ao personagem da saga Harry Potter -, "aquele que não deve ser nomeado".

No programa, Anitta, que foi apresentada como "superstar sul-americana que virou superstar mundial", defendeu a liberdade dos corpos e disse que ela própria dirige os seus clipes, que são uma extensão de suas músicas.

A cantora brasileira começa, neste mês, uma turnê europeia com shows em Portugal, França, Itália e Suíça, incluindo o Festival de Jazz de Montreaux, entre outros.

Fonte: O POVO

Próxima notícia

Dê sua opinião: