Economia

Arrecadação federal tem alta de 6,67% em janeiro e atinge marco histórico

O número representa o melhor resultado já registrado para todos os meses da série histórica da Receita, iniciada em 1995

Da Redação

Quinta - 22/02/2024 às 12:15



Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil Ministro da Fazenda, Fernando Haddad, em entrevista coletiva à imprensa, em Brasília
Ministro da Fazenda, Fernando Haddad, em entrevista coletiva à imprensa, em Brasília

A arrecadação federal teve um aumento real de 6,67% em janeiro deste ano em comparação com o mesmo período de 2023. Conforme dados divulgados pela Receita Federal nessa quinta-feira (22), o aumento foi registrado em mais de 280 bilhões de reais 

O resultado representa o melhor desempenho já registrado para todos os meses desde o início da série histórica da Receita, em 1995. Ainda de acordo com o órgão, o crescimento observado em janeiro foi impulsionado por fatores atípicos relacionados à taxação de fundos de investimentos operados por brasileiros de alta renda 

Segundo os dados, também houve aumento na arrecadação do Imposto de Renda (IR) sobre rendimento de capital devido a mudanças na legislação. Essas mudanças possibilitaram o pagamento antecipado por parte dos investidores, o que contribuiu para a arrecadação de 4,1 bilhões de reais para os cofres federais durante o período. 

Além disso, o recolhimento também foi afetado pela ampliação da massa salarial e pelo aumento no valor das importações, segundo a Receita.  

Outros elementos que contribuíram para o resultado foram a nova tributação dos combustíveis, que melhorou a arrecadação através do Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS), e o aumento no pagamento de impostos por empresas, principalmente instituições financeiras. 

O desempenho registrado em janeiro incentiva a busca da equipe econômica do governo pela obtenção de um déficit fiscal zero ainda em 2024 e pode reduzir a necessidade de bloqueios em verbas de ministérios nos próximos meses para alcançar esse objetivo.  

Fonte: Brasil 247 / Reuters

Siga nas redes sociais

Compartilhe essa notícia: