Lives do conhecimento
EVENTO

A balada literária vem aí

Louvemos inicialmente Geni Guimarães, escritora paulista e ganhadora do prêmio Jabuti, "a cor da ternura da literatura negra"


Márcia Tiburi

Márcia Tiburi Foto: Divulgação

Quem diria que uma balada, em pleno isolamento social, nasceria de forma remota. Não uma balada qualquer, mas com pegada cultural, que valoriza a arte em diversas manifestações: poesia, música, literatura e cinema.  

Este ano celebrando quem bem merece, dado a importância de sua obra, e espantando pra longe os que teimam, dentro e fora do estado, em algarismar o amanhã e disseminar o ódio. 

Louvemos inicialmente Geni Guimarães, escritora paulista e ganhadora do prêmio Jabuti, "a cor da ternura da literatura negra"; depois vem Juraci Tavares, cantor e compositor baiano, símbolo dos blocos carnavalescos de Salvador; e fechando as louvações, o cineasta piauiense Douglas Machado, diretor de Cipriano, nosso primeiro longa-metragem. 

Vamos louvar também, dentre outros, os convidados nacionais: a cantora e atriz Zezé Motta, o escritor e roteirista Marçal Aquino, o médico e letrista Wilson Freire e a filósofa e professora Márcia Tiburi. Sem falar ainda de Marcelino Freire, contista e idealizador geral da Balada, e Nelson Maca, poeta e curador do evento em Salvador.   

Wilson Freire 

Façam completo silêncio, como diria Drummond, paralisem os afazeres diários, pois a Balada Literária, em sua 4ª edição no Piauí, vem aí com uma programação tinindo de boa (confira abaixo), recheada de temas instigantes e oportunos: a pouca visibilidade da literatura negra no país e o desmonte do cinema nacional pelo governo federal, por exemplo. Dias 24 e 25 deste mês, com transmissão pelos canais: Balada Litheraria PI 2020 (Facebook) e Balada Litheraria – PI (YouTube).                                       

                                         PROGRAMAÇÃO 

Dia 24/08 (Segunda-feira) 

9h 

"A cor da ternura na poesia negra" 

Uma conversa afetiva com a poeta GENI GUIMARÃES, mediada por HARLON LACERDA, diretor da Uespi/Campus Oeiras, SÉRGIA A, poeta e contista, e NELSON MACA, poeta e curador da Balada Literária em Salvador 

15h  

"A cultura ainda pulsa em tempos de ódio e fascismo" 

Um papo com a filósofa MÁRCIA TIBURI, mediado por FELICIANO BEZERRA, professor do curso de Letras/Uespi, FABÍOLA LEMOS, professora de Filosofia e Sociologia do Ensino Médio, e WELLINGTON SOARES, escritor e curador da Balada Literária no Piauí  

19h  

"20 anos de Cipriano e uma vida de cinema", 

Uma troca de ideias com o cineasta piauiense DOUGLAS MACHADO, sob mediação de THIAGO E, poeta e músico, e ANA REGINA REGO, professora do curso de Jornalismo/Ufpi, recepcionados musicalmente por MOISÉS CHAVES  

Dia 25/08 (Terça-feira)  

9h  

"Cinema piauiense: produções e desafios", 

Um diálogo franco com DANILO CARVALHO, artista visual e cineasta, KARLA HOLANDA, professora da UFF e cineasta, JUSCELINO RIBEIRO, jornalista e cineasta, sob coordenação de ANDRÉ GONÇALVES, publicitário e editor da Revestrés  

15h  

"Teremos que repensar a forma de fazer cinema daqui pra frente", 

Uma viagem pelo futuro do cinema brasileiro com MARÇAL AQUINO, escritor e roteirista, e WILSON FREIRE, escritor e diretor, pautada por ARISTIDES OLIVEIRA, editor da Acrobata e pesquisador, e ÍTHALO FURTADO, contista e poeta 

Marçal Aquino

19h                                            

"A imagem do cinema brasileiro", 

Uma prosa com ZEZÉ MOTTA, atriz e cantora, mediada pelo cineasta DOUGLAS MACHADO, homenageado local da Balada Literária e pelo contista WELLINGTON SOARES, curador da Balada no Piauí, contando com apresentação de MARCELINO FREIRE, idealizador e organizador da Balada nacional, recepcionados musicalmente por BIA e OS BECKS  

 Zezé Motta

PS: Nas lives durante o dia, manhã e tarde, teremos componentes do GRUPO DE TEATRO DA UESPI recitando textos da poeta GENI GUIMARÃES, homenageada nacional do evento.  

Fonte: Wellington Soares, escritor e curador do evento no Piauí

Próxima notícia

Dê sua opinião: