CAPACITAÇÃO

Santander concede 15 mil bolsas para cursos de programação e ciência de dados

Treinamento seleciona jovens acima de 18 anos que buscam oportunidade no mercado de trabalho. 240 melhores estudantes serão contemplados com vagas em curso avançado.


Estudantes

Estudantes Foto: Agência Brasil

Estão abertas as inscrições em duas oportunidades para aprimorar habilidades e conhecimento em programação, por meio de 15 mil bolsas concedidas pelo Santander Universidades. Durante o Santander Coders, treinamento online de programação realizado em parceria com a escola de programação Let's Code, o Banco selecionará as 240 pessoas que tiverem o melhor desempenho para se especializar na trilha de formação completa de ciência de dados ou web full stack.

O Santander Coders Web Full Stack terá 10 mil bolsas oferecidas para alunos que aprenderão a desenvolver um sistema web completo, ou seja, tanto o front-end quanto o back-end. As 200 pessoas com melhor performance ganharão bolsas para a formação avançada do curso. Já o Santander Coders Ciência de Dados terá 5 mil estudantes com bolsas oferecidas pelo Santander Universidades, dos quais os 40 melhores avaliados na formação ganharam bolsas para trilha completa.

Os 200 selecionados no Santander Coders Web Full Stack terão aulas nas tecnologias: Front End: HTML5, CSS3, Javascript e Angular; Back End: lógica avançada em Java com framework spring, banco de dados relacional e não relacional, deploy e microsserviços.

 Os 40 selecionados no Santander Coders Ciência de Dados terão aulas nas tecnologias: Python: lógica avançada e estrutura de dados;    Banco de Dados: relacional e cloud; Data Science e Machine Learning: aplicação das principais bibliotecas em Python e modelos preditivos.

As inscrições para o Santander Coders vão de 17 de maio a 14 junho e devem ser feitas pela plataforma Santander Becas (becas-santander.com/program/santandercoderfullstack e becas-santander.com/program/santandercoderscienciadedados ). Podem se candidatar pessoas com mais de 18 aos de todo o Brasil, interessadas em tecnologia e que desejam desenvolver seus conhecimentos para entrar no mercado de trabalho.  

"O Brasil tem grandes empresas com déficit de profissionais qualificados e a aprendizagem de programação tem uma demanda expressiva. No Santander Universidades temos uma visão estratégica de incentivo a jovens universitários para apoiar na elevação do nível da mão de obra no país", explica Nicolás Vergara, superintendente executivo do Santander Universidades.

Além desta oportunidade, o Santander Brasil oferece até 3 de junho mais 50 mil vagas para uma capacitação imersiva em tecnologia da informação com aprendizado dinâmico em uma jornada de programação online. O Santander Bootcamp é promovido pelo Santander Universidades, em parceria com as áreas de Tecnologia e Recursos Humanos do Banco e terá duração de 75 dias totalmente voltados para programação. As inscrições já estão abertas e devem ser feitas pelo link do Santander Becas.

Sobre o Santander Universidades

O Santander Brasil foi selecionado para o top 10 do ranking Change The World 2019 da revista americana Fortune, que aponta as empresas que colaboram para tornar o mundo um lugar melhor por meio de seus próprios negócios. O firme compromisso com a educação superior, por meio do Santander Universidades (www.santander.com/universidades), também diferencia o Banco como a empresa que mais investe em educação no mundo, segundo Informe Varkey / UNESCO / Fortune 500 de 2018. Já são acordos de colaboração com 1.000 universidades e instituições de 22 países, além de 1,8 bilhão de euros destinados a iniciativas acadêmicas desde 2002. O Santander Brasil tem investido mais de R$ 40 milhões por ano em educação, tendo apoiado mais de 24 mil estudantes por meio de diversos programas de bolsas de estudo.

     Sobre a Let's Code

Com 5 anos no mercado e mais de 6 mil alunos, a Let's Code (www.letscode.com.br) é referência no ensino de programação. Focada na tese de educação para empregabilidade e com uma abordagem de ensino prático, preparam o aluno para o mercado de trabalho em duas trilhas de ensino: Ciências de Dados e Web Full Stack. A equipe pedagógica é composta por desenvolvedores ativos que estão conectados às últimas tendências tecnológicas. A Let's Code utiliza ferramentas adaptativas para customizar a jornada dos alunos e proporcionar uma abordagem moderna ao ensino.

Fonte: kauê diniz

Próxima notícia

Dê sua opinião: