TRANSPORTE

Transtornos persistem no processo de adaptação do Terminal Rui Barbosa

A falha de comunicação entre os órgãos responsáveis pelo terminal Rui Barbosa e população prejudica o pleno funcionamento das linhas de ônibus em parte da zona norte de Teresina.


Segundo usuários, tempo de espera dobrou no período da manhã em horário de pico.

Segundo usuários, tempo de espera dobrou no período da manhã em horário de pico. Foto: Piauihoje.com

A superlotação, o perigo enfrentado por usuários que utilizam as linhas de ônibus pela madrugada ou noite, apenas um ônibus para atender um bairro são algumas das dificuldades que os moradores do Parque Brasil, Wall Ferraz, Parque Firmino, residencial Jacinta Andrade  e toda a região da grande Santa Maria têm enfrentado desde que o Terminal Rui Barbosa passou a 'atender' a região. A cada mudança feita pela Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito - Strans um novo problema surge. Parte da população é atendida satisfatoriamente e outra grande parte sofre com as alterações.

Superlotação enfrentada diariamente por usuários do Terminal Rui BarbosaA doméstica Maria das Graças relata que antes do sistema Inthegra ser implantado no bairro Parque Wall Ferraz na região da grande Santa Maria onde mora, o seu filho embarcava no ônibus no horário de 06h20min para ir ao trabalho em outra zona, hoje em dia, ele precisa estar na parada de ônibus às 05h30min. Além do perigo por questão de horário ainda há a demora do percurso, pois a única linha de ônibus que passa na região deste bairro também alimenta o residencial Jacinta Andrade e o bairro Parque Brasil.

O principal critério para definir os horários das linhas alimentadoras de ônibus é manter o horário do primeiro ônibus que sai dos bairros, ou seja, a viagem de 05h00min da madrugada. Com isso, são baseados todos os horários, de acordo com as informações de Denilson Guerra gerente de planejamento da Strans.

“Quando você implanta um sistema tem exceções que não se acomodam da melhor forma porque a maioria se acomodou. E como é coletivo eu não consigo ter uma ação individual que vai alcançar todas as necessidades. No momento em que eu atendo uma necessidade eu deixo de atender várias outras” explica Denilson Guerra.

Na opinião de Maurilio Azevedo, trabalhador do centro sul de teresina que depende diariamente do transporte público,  o pior e principal problema do sistema Inthegra é a superlotação. Ele conta que é comum no horário entre 06h00min às 07h00min os ônibus passarem com o letreiro eletrônico apagado a fim de não pararem mais. E mesmo sem ter o letreiro apagado, os ônibus simplesmente não param de tão cheios.

Como forma de otimizar a situação da superlotação, a strans fez duas mudanças que entraram em vigor dia 09 de março (segunda-feira). A primeira é a linha de ônibus expressos (05 - Expresso) com quatro viagens pela manhã e quatro viagens pela tarde. A linha sai do residencial Jacinta Andrade e segue até o centro com pontos de paradas definidos. Durante a manhã a rota é sentido centro e durante a tarde é sentido bairro. A segunda intervenção feita foi transportar passageiros em viagens que antes eram ociosas, ou seja, os ônibus saiam da garagem, próximo aos bairros, e seguiram até o terminal. Com a mudança, agora esse veículo vai poder levar passageiros até o terminal Rui Barbosa.

Sobre os casos em que estava sendo tarifado a passagem em linhas de ônibus de outra zona da cidade e a integração da carteira eletrônica não funcionou, Denilson Guerra informou que ocorreu uma falha operacional no sistema. Isto deve ser reportado ao Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina - SETUT. O usuário que foi prejudicado pode se dirigir à sede do órgão que fica localizado na avenida Maranhão número 28 centro norte e solicitar o ressarcimento.

Denilson Guerra, gerente de planejamento da Strans   Foto: Assessoria de Comunicação da Strans“A zona norte opera com cerca de 80 veículos. A maior concentração de frota é no terminal Rui Barbosa próximo de 45 carros. São atendidos por volta de 37 mil passageiros por dia, um total de aproximadamente 20 mil pelo terminal Rui Barbosa” expõe Denilson Guerra.

A fase de aprimoramentos do sistema Inthegra está acontecendo. A sociedade pode e deve se manifestar com opiniões, críticas ou elogias junto a Strans. Os canais de comunicação disponíveis são estes:
Ouvidoria da Strans - 0800 086 3122
Telefone geral - 3122 7600
Aplicativo Colab - sistema de envio mensagens solicitando serviços, postando fotos e enviando sugestões para todas as secretarias.

Próxima notícia

Dê sua opinião: