COVID-19

'Tendência é piorar', alerta infectologista sobre o momento da pandemia no Piauí

Segundo o infectologista, pode haver uma situação pior do que a do ano passado e isso tem efeito pelo que aconteceu semanas antes


Carlos Henrique Nery Costa

Carlos Henrique Nery Costa Foto: Reprodução

O infectologista Carlos Henrique Nery Costa afirmou nesta sexta-feira, 26, em entrevista a TV Clube que o atual momento da pandemia se compara a uma tempestade. Ele defende o lockdown e a manutenção do distanciamento social.

"É muito grave, nós estamos no meio de uma tempestade, não há nenhum sinal de que isso vai se acalmar, a tendência é piorar, estamos numa curva de ascensão, e se piorar, nós não teremos leitos de UTI e se não tiver leito de UTI, as pessoas vão morrer todas", disse o médico.

Segundo o infectologista, pode haver uma situação pior do que a do ano passado e isso tem efeito pelo que aconteceu semanas antes.

Carlos Henrique afirma ainda que houve três períodos que facilitaram o aumento de casos, as eleições, o fim de ano e o Carnaval. "Isso é um péssimo sinal, a transmissão está aumentando porque as pessoas estão entrando em contato umas com as outras", completa.

Ele defende o distanciamento social e o lockdown: "Tem que parar. A hora de fazer é agora, não adianta esperar ficar pior".

Próxima notícia

Dê sua opinião: