Filosofia de Vida
COVID-19

Um quinto dos recuperados foi depois diagnosticado com transtorno mental

Foram examinados históricos clínicos de 69 milhões de norte-americanos entre os dias 20 de janeiro e 1 de agosto


Coronavirus

Coronavirus Foto: Divulgação

Investigadores de Oxford conduziram o maior estudo até ao momento sobre a influência da Covid-19 na saúde mental, neurocientista Fabiano de Abreu explica que isso é comum em doenças que possam trazer um maior risco de vida

Pessoas que estiveram infectada com covid-19 correm um maior risco de, posteriormente, serem diagnosticadas com um transtorno mental, principalmente ansiedade e depressão. Esta foi a conclusão preliminar de um estudo da Universidade de Oxford, na Inglaterra, publicado na revista científica The Lancet. 

Foram examinados históricos clínicos de 69 milhões de norte-americanos entre os dias 20 de janeiro e 1 de agosto, dos quais mais de 62 mil tiveram Covid-19, 18% dos recuperados foram diagnosticados com algum tipo de transtorno mental. 

Procuramos o neurocientista Fabiano de Abreu, que possui artigos científicos internacionais com estudos sobre ansiedade e fadiga, como transtornos e comportamento humano para explicar os efeitos da doença na saúde mental dos curados de covid-19.

"Isso acontece com as pessoas após doenças como gripe, infecções, fraturas, pedra nos rins como muitas outras doenças. Mas a proporção no caso dos doentes de covid-19, no estudo, apresentam dados maiores. Isso está relacionado ao medo da doença agravar, também relacionado a toda essa atmosfera que se coloca em relação ao perigo da doença. Quanto maior o impacto psicológico no risco de vida, maior serão as disfunções nos mensageiros químicos que controlam nossas emoções.

Quanto maior o medo, mais potencializa-se a ansiedade e pode levar ao estresse, é um mecanismo de fuga, de necessidade de sair daquela situação, isso prejudica também na imunidade e, por isso, o risco de vida aumenta." Diz Fabiano de Abreu que relatou que o estudo não traz informações que revelem que a doença em si afete o cérebro. 

"Geralmente esses estudos tentam avaliar se o vírus afeta ou não o sistema nervoso. Mas, como qualquer vírus ativo, afeta não diretamente e sim indiretamente como qualquer outra doença grave." Finaliza o neurocientista.

Fonte: Raphael Lucca

Próxima notícia

Dê sua opinião:

Sobre a coluna

Fabiano de Abreu

Fabiano de Abreu

Fabiano de Abreu é psicanalista, jornalista, escritor, filósofo e poeta luso-brasileiro. Detém o prêmio do jornalista que mais criou personagens na história da imprensa internacional. Lançou o livro ‘Viver Pode Não Ser Tão Ruim’ no Brasil, Portugal e Angola. Membro da Mensa (número: 1625BR) , associação de pessoas mais inteligentes do mundo, foi constatado com o QI percentil 99 sendo considerado um dos maiores do mundo. Registro 0.0543 0 Sociedade Brasileira de Psicanálise Clínica e CBPC. Registro Intel Reseller Tecnology - Especialista em tecnologia: 10381444. Registro FENAJ: 0035228/RJ. Registro Internacional: BR16791. Como jornalista tem o recorde mundial na criação de personagens e colabora com inúmeras colunas no Brasil, Portugal e em Angola. Possui jornais em Portugal e é correspondente jornalístico internacional. Como escritor possui 9 livros. No meio acadêmico, além de jornalista é bacharelado em Neurociência pela Emil Brunner World University, nos EUA. Possuí especialização pós universitária em Neurociência na Universidade de Harvard, nos EUA, pós universitário em neurociência pela Faveni no Brasil, Psicanalista e Neuropsicanalista pela Sociedade Brasileira de Psicanálise Clínica e SBPC, mestre em Psicanálise, especialização em psicopedagogia, neurociência em cognição e comportamento humano, todos pelo Instituto Gaio da Unesco, especialização em neuroplasticidade na Brain Academy de Bruxelas, pós universitário em neuropsicologia na Cognos em Portugal, especialização em nutrição clínica, gestão de hora e riscos psicossociais pela Traininghouse em Portugal, Idealismo filosófico e visões do mundo - Universidade Autônoma de Madrid, Introdução à Filosofia da Passagens Escola de Filosofia, História de La Ética pela Universidad Carlos III de Madrid, MBA em Psicologia Positiva - Autorrealização, Propósito e Sentido de Vida - PUC RS, Registro Intel Reseller Tecnology - Especialista em tecnologia; IP:10381444, Registro FENAJ: 0035228/RJ, Registro Jornalista Internacional IFJ: BR16791, Membro Mensa número: 1625BR. Membro da Mensa, associação de pessoas mais inteligentes do mundo com sede na Inglaterra, seu QI de 99 está entre os maiores do mundo.

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Enquete