Car Mais
CAR MAIS

Puramente esportivos

Confira as novidades do mundo automobilistico


Porsche 718 Cayman GT4 e 718 Spyder

Porsche 718 Cayman GT4 e 718 Spyder Foto: Divulgação

As versões mais esportivas dos modelos de dois lugares da Porsche começaram a chegar ao Brasil. O cupê 718 Cayman GT4 e o roadster 718 Spyder já podem ser encomendados em todos as concessionárias da marca alemã, com entrega das primeiras unidades prevista para o início de 2021. Os preços são de R$ 555 mil para o 718 Cayman GT4 e de R$ 549 mil para o conversível.

 Ambos são equipados com motor boxer 4.0 aspirado de seis cilindros com 420 cavalos de potência e duas opções de câmbio: PDK de 7 marchas (com modo PDK Sport) ou manual de 6 velocidades. Segundo a marca, os dois modelos aceleram de zero a 100 km/h em 4,4 segundos, com velocidades máximas de 301 km/h (718 Spyder) e de 304 km/h (Cayman GT4). 

Os esportivos têm PASM (sistema de gerenciamento ativo da suspensão) com rebaixamento em três centímetros, PSM (gerenciamento de estabilidade) otimizado e PTV (vetoreamento de torque). O PCCB (discos de freio de composto de cerâmica) é opcional. Os novatos da Porsche têm rodas de 20 polegadas.
 O autônomo mais perto

A Ford colocou a quarta geração de veículos autônomos em teste. Os carros são construídos em parceria com a Argo AI sobre a plataforma do Escape híbrido. Com vários avanços na tecnologia de sensores e de computação, os modelos serão gradualmente integrados aos centros de teste da marca nos Estados Unidos – em Austin, Detroit, Miami, Palo Alto, Pittsburgh e Washington DC – junto com os cerca de cem Fusion híbridos atuais. “Muitas peças diferentes precisam se encaixar para criar um serviço de veículos autônomos confiável e de escala, que agregue valor aos clientes e às cidades onde operam. 

Com o novo veículo de teste de quarta geração, temos uma base forte para sustentar esse projeto”, explica John Davis, engenheiro-chefe da Divisão de Veículos Autônomos da Ford. 

Todos os componentes incorporados ao Escape VA de nova geração têm como foco o lançamento comercial do serviço de veículos autônomos da marca em 2022 – adiado em um ano devido à pandemia. Além de novos sensores e um sistema refinado de limpeza, seus avanços de engenharia incluem uma bateria com maior capacidade.
Nissan Kicks na fábrica de Resende/RJDuas décadas de estrada

O dia 23 de outubro marcou o vigésimo aniversário das atividades oficiais da Nissan no Brasil. Evoluindo de uma operação de importação de carros para se consolidar como uma fabricante nacional de automóveis e motores, a marca diz ter vários motivos para comemorar sua presença no país. “Apesar de sermos ainda jovens no país, temos uma fábrica muito eficiente, escritórios em diferentes cidades do país, uma rede de concessionárias bem distribuída e uma equipe de cerca de dois mil empregados. 

Alinhados com o Nissan Next, plano global de transformação da marca até 2023, seguimos planejando cada passo do nosso crescimento local”, afirma Marco Silva, presidente da Nissan do Brasil. 

Os resultados alcançados pela subsidiária da Nissan no Brasil, a primeira da marca na América do Sul, mostram que quase 885 mil carros foram comercializados no país. Desses, mais de 646 mil foram produzidos nas fábricas de Resende (RJ) e de São José dos Pinhais (PR). O modelo mais vendido no período foi o Versa, seguido pelo Kicks.
Dacia Kwid Spring elétricoSub “verde”

Com base no Kwid, a Dacia, divisão romena da Renault, lançará no primeiro trimestre do próximo ano seu primeiro veículo 100% elétrico, o Dacia Spring, um modelo que está integrado no segmento de SUVs compactos. Com o novo carro, a Dacia adapta a mobilidade elétrica a sua filosofia, que consiste em oferecer um automóvel moderno com um preço bem acessível. 

Bem, pelo menos esse é o plano da marca romena. O veículo terá várias características básicas já conhecidas. Seu comprimento será de 3,74 metros e terá uma distância em relação ao chão de 15 centímetros. Quanto ao motor, terá uma potência de 44 cavalos, o suficiente para uso na cidade. A bateria será de 26,8 kWh, permitindo a recarga tanto com corrente alternada de até 6,6 kW quanto com corrente contínua de até 30 kW. 

O dado mais importante, conforme a marca, será sua autonomia: de 225 quilômetros no ciclo combinado WLTP, enquanto apenas no uso urbano, poderá chegar a 295 quilômetros. Sua velocidade máxima será limitada a 125 km/h para preservar a autonomia máxima de um veículo elétrico.
Fiat Panda HybridRespingos italianos

Para comemorar os quarenta anos de estrada, o Fiat Panda 2021 (inspirador da versão atual do Uno produzido no Brasil) traz retoques estilísticos, mais equipamentos de série e a tecnologia Mild Hybrid. O compacto italiano tem propostas diferenciadas em cada configuração. 

A Life tem vocação mais urbana, com rodas de 15 polegadas e vários elementos contrastantes em preto, como nos racks de teto, nas faixas protetoras laterais, nos suportes dos retrovisores e nos puxadores das portas.

 A Sport tem rodas de 16 polegadas em preto e vermelho, trincos das portas e suportes dos retrovisores na cor da carroceria (alternativamente, em preto brilhante, sendo opcional o teto na mesma cor) e pelo logótipo exclusivo “Sport” nas laterais. A Cross, mais aventureira, foi a que serviu de inspiração ao desenvolvimento dos níveis de equipamento City Cross e Cross, disponível com tração dianteira ou integral, com rodas de 15 polegadas. 

O propulsor 1.0 de três cilindros é da família FireFly, com 70 cavalos e tecnologia Mild Hybrid, por meio de um gerador/motor de arranque integrado, oferece mais 5 cavalos e bateria de íons de lítio. Quem sabe, algumas das novidades não poderiam vir para seu representante brasileiro?
linha de fluidos de freios CobreqDe olho na parada

Fazer a revisão periódica é essencial para garantir a melhor preservação do veículo. No sistema de freio, a troca e a verificação do nível de fluido deve estar entre as prioridades, afinal ele é um dos componentes responsáveis pela eficiência e segurança durante a frenagem do automóvel. 

Conforme Raulincom Borges da Silva, coordenador de assistência técnica da TMD Friction, é importante ficar atento aos sinais do carro e fazer o monitoramento constante do fluido. “Ele é um componente higroscópico, ou seja, durante sua vida útil, absorve umidade e perde suas características com o tempo.

 Na revisão, é possível se medir o ponto de ebulição do fluido e até mesmo sua porcentagem de água e, a partir dessa análise, pode-se decidir se é necessário fazer a troca ou não”, recomenda Da Silva.
Quatro sinais de que o carro precisa de troca do fluido de freio:
- Nível de fluido.
- Perda de eficiência da frenagem.
- Luz no painel - se a luz de advertência vermelha acender é porque tem algo de errado no sistema hidráulico de freio.
- Validade – é indicado que a troca do fluido seja feita a cada 10 mil quilômetros.
 carregador ultrarrápido da EDP, Volkswagen, Audi e Porsche em Caraguatatuba (SP): Daumer De Giuli/Tripé Online Mk Recarga “a jato”

A parceria entre a EDP, empresa que atua em todos os segmentos do setor elétrico, e as fabricantes Audi, Porsche e Volkswagen inauguraram o primeiro carregador ultrarrápido público do Brasil, na cidade de Caraguatatuba (SP). 

O eletroposto faz parte do “Plug&Go”, nome escolhido para o projeto, que pretende ajudar a formar a maior rede de carregadores ultrarrápidos da América do Sul, com a instalação de trinta novas estações ao longo dos próximos três anos, cobrindo todo o Estado de São Paulo. 

No primeiro momento, a recarga será gratuita e aberta a veículos de qualquer marca. Os carregadores utilizados são o HV160 (150 kW) em corrente contínua (DC) e um PC22 de recarga semirrápida (22 kW) em corrente alternada (AC), da Electric Mobility, com capacidade para abastecer três veículos elétricos simultaneamente.

 O primeiro local concluído se localiza no Shopping Serramar, litoral norte de São Paulo, na Avenida José Herculano, 1.086, em Caraguatatuba. Nos testes, foram utilizados um Audi e-Tron, um Porsche Cayenne Hybrid e um Volkswagen Golf GTE. Os responsáveis pelo empreendimento não têm uma estimativa para o projeto se espalhar pelo Brasil.

Fonte: Automotrix

Próxima notícia

Dê sua opinião: