VACINA

Piauí recebe 135 mil doses de vacinas contra a Covid-19 nesta terça (20) e quarta (21)

Serão enviadas vacinas da FioCruz/AstraZenca, Butantan/CoronaVac e Pfizer.


Chegada de Vacinas

Chegada de Vacinas Foto: Divulgação

O estado do Piauí vai receber nesta terça-feira (20) e quarta-feira (21) 135 mil doses de vacinas contra a Covid-19. Esta é a maior quantidade de imunizantes entregue pelo Ministério da Saúde, para que a Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) faça o repasse aos municípios.

Serão enviadas vacinas da FioCruz/AstraZenca, Butantan/CoronaVac e Pfizer. “Este é um número muito significante de doses que vai nos ajudar a avançar na imunização do povo piauiense. Contamos com a colaboração de todos para que procurem os postos de vacinação, no dia estabelecido pelo município para o seu grupo, e tomem seu imunizante”, destaca o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto.

Chegarão, na tarde da terça-feira, às 15h30 no aeroporto Petrônio Portela, 17.500 doses das vacinas FioCruz/AstraZenca e 29.200 Butantan/CoronaVac. A noite, às 22h45, também aterrissa mais uma aeronave com 70.750 doses da FioCruz/AstraZenca. Na quarta-feira, às 15h30, estão previstas para chegar ao Piauí as 17.550 doses do imunizante da Pfizer.

Teresina tem drive thru da vacina contra a Covid nesta quarta-feira (21)

Piauí vai vacinar contra a Covid-19 adolescentes de 12 a 18 anos com comorbidades

“Já estamos preparando nossas equipes para que assim que todas as vacinas estejam em nosso estado sejam enviadas o mais rápido possível aos municípios. Pedimos aos gestores municipais, que assim que as receberem, organizem os seus calendários e apliquem os imunizantes”, reforça o gestor.

As vacinas serão distribuídas aos municípios, pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), de acordo com a resolução da Comissão Intergestora Bipartite (CIB), onde ficou estabelecido que todos os imunizantes, que chegarem ao estado serão divididas da seguinte maneira: 50% para a população em geral de 18 a 59 anos, não contempladas nos demais grupos, 30% para grupos estabelecidos Plano Nacional de Imunização e também para 20% dos serviços essenciais escolhidos pelos conselhos municipais de saúde.

Fonte: CCOM

Próxima notícia

Dê sua opinião: