INOVAÇÃO

Hospitais adotam novas ferramentas de atendimento ao paciente

Na oftalmologia, hospitais já faz uso da ferramenta e iniciaram o atendimento aos pacientes via telefone celular


Internet

Internet Foto: Agência Brasil

Com as orientações do Ministério da Saúde para que todos fiquem o maior tempo possível em casa, para conter a transmissão do coronavírus, algumas empresas estão optando por novos modelos de gestão e atendimento. Assim como o home office, os serviços de terapia online, ensino à distância, dentre outros, entraram de vez na rotina do brasileiro durante a quarentena.

Na área de saúde, hospitais estão se adaptando e oferecendo serviços diferenciados. O atendimento virtual é um exemplo. O Conselho Federal de Medicina (CFM) autorizou por determinação da Ministério da Saúde, o uso da telemedicina para atendimentos durante a pandemia de Covid-19.

Na oftalmologia, hospitais já faz uso da ferramenta e iniciaram o atendimento aos pacientes via telefone celular. O teleatendimento oftalmológico é realizado nas mais diversas especialidades com agendamento prévio e com os médicos em atendimento no dia. Como a capacidade está reduzida, estão sendo realizadas consultas somente de urgências e emergências.

Os exemplos de casos que podem ser avaliados são: orientações sobre medicações de uso contínuo; informações sobre resultados de exames complementares; esclarecimento sobre as queixas mais comuns e se há necessidade de consulta de urgência presencial, dentre outros.

Esse tipo de atendimento é feito diretamente entre médico e paciente, como explica o Diretor Técnico Médico do Hospital Francisco Vilar, César Vilar. "Seguimos as orientações do Ministério da Saúde, e todas as consultas são registradas em prontuário clínico com indicação de data, hora, tecnologia usada e o número do Conselho Regional Profissional do médico e sua unidade da federação", ressalta.

Ele acrescenta ainda, que os médicos podem emitir atestados ou receitas, desde que assinados eletronicamente e acompanhados de informações sobre o profissional. Porém, nessa consulta não é possível realizar acuidade visual (prescrição de óculos).

A Telemedicina pode contribuir significativamente na prevenção da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. "É uma importante ferramenta para garantir o atendimento médico eficiente e de qualidade no local onde o paciente estiver, principalmente no momento atual. No caso da Oftalmologia, ela é importante como orientação ao paciente que tem dúvidas se precisa realizar uma consulta presencial de urgência ou menos de acompanhamento de condições crônicas, como Glaucoma e a DMRI", pontua César Vilar.

Fonte: Ivana Machado

Próxima notícia

Dê sua opinião: