PANDEMIA

Casos de covid-19 registram aumento de 1.839% no Piauí

A taxa de transmissibilidade saltou de 1.05 para 1.43 nos últimos sete dias


Covid

Covid Foto: Divulgação

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) informou nesta terça-feira (28), os dados do Boletim Epidemiológico Covid-19 da 25ª Semana- 19 a 25 de junho, onde  traz um alerta à população piauiense, o estado apresentou um aumento de 1.839% nos casos positivos de Covid-19, em comparação aos últimos sete dias. 

Segundo o relatório, a média móvel de óbitos pela doença, que estava zerada, subiu para 01 caso na última semana. A taxa de transmissibilidade saltou de 1.05 para 1.43 nos últimos sete dias, a ocupação dos leitos clínicos saiu de 28 para 40.

“Sabemos que as vacinas são essenciais para que o número de casos graves e complicações da doença não ocorram. Então pedimos mais uma vez àqueles 755.519 piauienses, que estão com sua dose de reforço em atraso e aqueles que não tomaram nenhuma dose das vacinas, ou esteja com alguma em atraso, que vá aos postos de saúde de suas cidades e se imunizem”, reforça o secretário de Estado da Saúde, Neris Júnior.  

Na reunião do COE também foram apresentados os números de positividade dos testes de RT-PCR, realizados pelo Laboratório Central  de Saúde Pública do Piauí (Lacen-PI), que estão na 5ª semana consecutiva de aumento, nos últimos sete dias a taxa de positividade subiu de 5.93% para 13.03%.

“Infelizmente estamos registrando esse novo crescimento no número de casos, nessas últimas semanas e devemos ficar atentos, mantendo os cuidados necessários para evitar a infecção, principalmente a continuidade do uso de máscaras em locais fechados, transportes públicos em áreas com aglomerações”, disse o médico infectologista e membro do COE, José Noronha.

As recomendações do COE é para que as pessoas completem o esquema vacinal. No Piauí, a vacinação contra a Covid-19 está direcionada a toda população acima de 05 anos de idade. Para aqueles maiores de 12 anos a vacina já está disponível também como reforço, que deve ser tomado 04 meses após a segunda dose e para os maiores de 18 anos a segunda dose de reforço também está liberada e deve ser aplicada também no prazo de 04 meses após a primeira dose de reforço.

Secretário de Educação do Piauí testa positivo para a covid-19

Timon: Uso de máscara volta a ser obrigatório em ambientes fechados

Próxima notícia

Dê sua opinião: