VACINA

Avião para buscar duas milhões de doses na Índia decola nesta quarta, diz Pazuello

As doses são referentes à vacina de Oxford. A Anvisa aprovou um pedido feito pela Fiocruz para importação excepcional das duas milhões de doses da vacina.


Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello

Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello Foto: Divulgação/Agência Brasil

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse que o avião para buscar as duas milhões de doses da vacina contra a Covid-19 vai decolar nesta quarta-feira (13) para a Índia. O imunizante é desenvolvido pela AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford. As doses são do laboratório Serum.

No dia 2 de janeiro, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou um pedido feito pela Fiocruz para importação das duas milhões de doses da vacina.
Segundo Pazuello, as doses devem chegar no Brasil no dia 16 de janeiro. "Quando tivermos a posição da Anvisa, temos material para distribuir e temos capacidade para vacinar no país todo", completou.

>> Piauí registra 835 casos e sete óbitos pela Covid-19 em 24 horas

>> Elite brasileira corre para os aeroportos para se vacinar na Europa e EUA



A Fiocruz entregou na sexta-feira (8) o pedido de uso emergencial da vacina à Anvisa. Na terça (12), a agência disse que a reunião para definir a autorização emergencial das vacinas está prevista para domingo (17).

De acordo com o ministro, ainda em janeiro, a partir de liberação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o governo terá 8 milhões de doses para vacinar a população. Serão 6 milhões de doses do Butantan, produzida em parceria com o laboratório Sinovac, e essas 2 milhões de doses da vacina de Oxford importadas da Índia.

Fonte: G1

Próxima notícia

Dê sua opinião: