EVENTO

Sindicato dos Bancários realiza ato em defesa aos bancos públicos e funcionários

O dia tem como objetivo conscientizar a população sobre a importância da Caixa como um banco 100% público.


Movimento

Movimento Foto: Divulgação

Nesta quinta-feira (23) o Sindicato dos Bancários do Piauí (SEEBF/PI) realizou dois movimentos em defesa aos bancários. Em frente à agência Conselheiro Saraiva, os empregados da Caixa Econômica Federal, com o apoio do Sindicato, se reuniram para o Dia Nacional de Luta em Defesa da Caixa.

O dia tem como objetivo conscientizar a população sobre a importância da Caixa como um banco 100% público.  "Uma campanha que o Sindicato já tem trabalhado ao longo do tempo e agora o governo está investindo mais forte no processo de privatização, por isso estamos aqui para defender os bancos públicos. Não podemos ficar de braços cruzados diante de ações danosas aos bancos", destacou Odaly Medeiros, presidente do Sindicato dos Bancários.

O protesto além de presencial, aconteceu nas redes sociais com tuitaço da hashtag #MexeucomACaixaMexeuComOBrasil. "O movimento é para conscientizar a população e alertar para a importância dos bancos públicos ao país. São empresas que dão altos lucros e que o governo deseja vender por um valor irrisório", pontua a presidente da Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal do Piauí (APCEF/PI), Glória Araújo.

O SEEBF/PI ainda realizou protesto junto aos empregados do Banco do Brasil, em frente a Agência do Banco do Brasil da Rua Álvaro Mendes. O movimento foi contra a obrigatoriedade do retorno dos funcionários do grupo de risco ou que coabitam com pessoas do grupo de risco ao trabalho presencial a partir de 27 de julho de 2020.

"O Sindicato tem se preocupado porque foi uma medida totalmente autoritária e o banco ainda não esclareceu como será o retorno desses profissionais", ressaltou Gilberto Machado, vice-presidente do SEEBF/PI.

Os movimentos são essenciais para lutar pelos direitos, por isso o Sindicato destaca a data como importante para os bancários.  "Uma defesa muito clara, da manutenção dos bancos públicos, desse patrimônio que é do povo brasileiro, assim como defesa dos seus empregados", finaliza Arimatea Passos, diretor do Sindicato dos Bancários.

Fonte: Notícias Leal Comunicação

Próxima notícia

Dê sua opinião: