IMUNIZAÇÃO

Piauí pede ao STF autorização para importar 2 milhões de doses da vacina russa

A Anvisa agora tem um prazo de trinta dias para decidir sobre as questões das importações


Vacina russa sputinik

Vacina russa sputinik Foto: Divulgação

O Piauí pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) autorização para importar  mais de 2 milhões de doses da vacina russa, Sputnik-V. Junto com o Piauí, outros  três estados também pediram, que foram o Maranhão, Ceará e o Amapá.

A previsão de entrega é para o mês de abril de 2021. O pedido foi feito por meio de uma ação civil originária ajuizada pela Procuradoria-Geral do Estado. Segundo os estados, o entreve é por que a Anvisa está exigindo a apresentação de relatório técnico da avaliação da vacina emitido pela autoridade sanitária responsável pelo registro. Entretanto, esclarecem que este relatório só poderia ser exigido no caso de vacinas autorizadas para uso emergencial, e não para vacinas já registradas por autoridades sanitárias estrangeiras. 

A ação foi ajuizada na segunda-feira (19) e distribuída por prevenção ao ministro Ricardo Lewandovski. A Anvisa agora tem um prazo de trinta dias para decidir sobre as questões das importações.

Wellington Dias entrega Carta para presidente Joe Biden na embaixada americana

Deputado apresenta requerimento para incluir jornalistas e garis no plano de vacinação

Próxima notícia

Dê sua opinião: