ELEIÇÃO

MDB escolhe Simone Tebet para disputar presidência do Senado

Simone é a atual presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado e foi líder do MDB na Casa no ano de 2018


Senadora Simone Tebet

Senadora Simone Tebet Foto: Agência Senado

O MDB decidiu nesta terça-feira, por unanimidade, (12) escolher  Simone Tebet (MS) como candidata a presidente do Senado. A decisão foi confirmada mais cedo ao Congresso em Foco pelo líder do MDB, Eduardo Braga (AM), que também era cotado pelo partido.

Simone é a atual presidente da Comissão de Constituição e Justiça  (CCJ) do Senado e foi líder do MDB na Casa no ano de 2018. Ela já tentou concorrer à presidência em 2019, mas foi preterida em favor de Renan Calheiros (AL). Se vencer, ela será a primeira mulher a presidir o Senado.

Em seu primeiro discurso como candidata, a senadora do Mato Grosso do Sul pregou independência do governo federal. O principal concorrente de  Simoneé Rodrigo Pacheco (DEM-MG), apoiado por Jair Bolsonaro.

"O Congresso Nacional não existiria e não teria necessidade de existir se fosse apenas para homologar qualquer projeto que venha de qualquer presidente ou de qualquer chefe do Executivo."

O anúncio da candidatura foi feito após a recepção de dois novos filiados à bancada do MDB no Senado. Com a entrada de Rose de Freitas (ES) e Veneziano Vital do Rego (PB), o número de senadores do partido na Casa passou de 13 para 15.

Simone tem reunião nesta quarta-feira (13) com a bancada do Podemos (10 senadores). O candidato do DEM, Rodrigo Pacheco, tem o apoio do PSD, PT, Pros, Republicanos, PL e PSC (32 senadores).

Se conseguir os apoios almejados do Podemos e do PSDB (7 senadores), Simone teria um bloco de 32 senadores.

O anúncio da candidatura de Simone foi feito pelo líder do MDB, Eduardo Braga, que leu uma nota oficial do partido.

"A candidatura de Simone Tebet, que sempre primou por sua postura política independente e corajosa, é também uma manifestação do enorme respeito do MDB por todas as mulheres que têm conquistado avanços", disse Braga.

"Tanto vale destacar que esta é a primeira vez, na história do país, em que uma grande bancada apresenta uma mulher como candidata ao comando do Senado Federal e do Congresso Nacional", ressaltou o líder ao ler a nota.

LEIA MAIS:

PSC realiza evento filiação nesta quinta-feira (14) em Teresina

Vereador Jeová Alencar disse que tem base forte e não precisa "mendigar migalhas"

Eduardo Braga também reforçou que entre as prioridades do partido estão projetos de promoção da inclusão social, do desenvolvimento econômico e de combate ao novo coronavírus.

"Reafirmamos também o compromisso do MDB com a responsabilidade fiscal e social, com uma agenda de reformas estruturantes urgentes, com sustentabilidade ambiental, a redução das desigualdades sociais, a  adoção de políticas capazes de frear o desemprego e alavancar a economia. Além de um amplo programa nacional de imunização contra a covid-19."

Leia a íntegra da nota do MDB:

NOTA OFICIAL

A Bancada do MDB no Senado Federal reafirma sua responsabilidade para com a condução equilibrada da pauta legislativa no atual cenário político, social e econômico, quando o país ainda sofre o impacto avassalador da pandemia do novo coronavírus. \

A independência no comando do Legislativo é de fundamental importância nesse período de crise, em que o interesse público precisa estar acima de qualquer disputa ideológica e política na reconstrução da economia e na imunização universal e gratuita contra a covid-19.

É nesse cenário que a Bancada do MDB, com o maior número de parlamentares no Senado Federal, reafirma sua unidade em torno da candidatura da senadora Simone Tebet (MS) para a Presidência da Casa, na eleição do próximo dia 1º de fevereiro. A candidatura de Simone Tebet, que sempre primou por uma postura política independente e corajosa, é também uma manifestação do enorme respeito do MDB por todas as mulheres, que têm conquistado avanços significativos no Congresso Nacional e no Brasil, em diversas áreas.

Tanto vale destacar que esta é a primeira vez, na história do país, em que uma grande bancada apresenta uma mulher como candidata ao comando do Senado Federal e do Congresso Nacional.

Reafirmamos, também, o compromisso do MDB com a responsabilidade fiscal e social, com uma agenda de reformas estruturais urgentes, com a sustentabilidade ambiental, a redução das desigualdades sociais, a adoção de políticas capazes de frear o desemprego e alavancar a economia, além de um amplo programa nacional de imunização contra a covid-19.

Próxima notícia

Dê sua opinião: