DISCURSO DE ÓDIO

Governador reage ao discurso de Bolsonaro e diz que Piauí seguirá com isolamento social

Em seu discurso, o presidente Bolsonaro diz que o coronavírus é só uma gripezinha


Governador Wellington Dias rebate discurso de Bolsonaro

Governador Wellington Dias rebate discurso de Bolsonaro Foto: Montagem Piauí Hoje

O governador Wellington Dias (PT) reagiu ao pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro sobre a pandemia do novo coronavírus na noite dessa terça-feira (24). Bolsonaro pediu a "volta à normalidade", o fim do "confinamento em massa" e classificou a Covid-19 como uma "gripezinha". 

Para o presidente, as medidas de isolamento social adotadas pelos governadores são exagero e a mídia espalha "pavor" na população. Wellington Dias disse que o Piauí vai continuar seguindo as orientações do Ministério da Saúde.

"Vejo o que acontece com pessoas de outros países, do Brasil e até do meu estado. Pessoas que ficam três a quatro semanas em uma UTI. Não se faz isso por conta de um gripezinha. Eu aqui no Piauí tive que  adotar medidas duras como suspender as cirurgias eletivas, aquelas que já estavam marcadas. Isso para seguir as orientações do ministro da Saúde, para garantir vagas de quem precisasse por conta do coronavírus. Ter ali as condições de UTI, as condições de salas clínicas na rede pública e rede privada no Piauí. Senhor presidente, não se faz isso só por conta de uma gripezinha. Eu seria egoísta se pensasse só na minha família. Quero pensar em 3,2 milhões de pessoas do estado do Piauí", comentou o governador.

O governador ainda falou sobre os prejuízos inevitáveis, prejuízos de bem material, no negócio,  no renda, mas em primeiro lugar a vida. "Estamos tratando da vida humana, que no Piauí tem valor. Vamos cuidar com o que for preciso e fazendo isolamento social.  Vamos seguir com a ciência, com Deus no coração e vamos vencer o coronavírus", conclui.


PRONUNCIAMENTO 

Em pronunciamento nacional sobre o coronavírus na noite desta terça (24), Jair Bolsonaro criticou a imprensa, repreendeu governadores e falou novamente em “histeria", "resfriadinho" e "gripezinha" em um discurso de pouco mais de 4 minutos.

Em vez de falar sobre as medidas para combater a pandemia do coronavírus no Brasil, o presidente preferiu usar a rede nacional para atacar os governadores que estão agindo para evitar a propagação da Covid-19 no país. Assista o discurso abaixo:


Próxima notícia

Dê sua opinião: