Ex-vereadora destinou 12 mil em diária a si própria e a outro vereador no Piauí

Irregularidade foi investigada pelo 2º Promotoria de Justiça do município de João Costa no Piauí


Maria Angélica Alves Cardoso, ex-presidente da Câmara Municipal de João Costa-PI

Maria Angélica Alves Cardoso, ex-presidente da Câmara Municipal de João Costa-PI Foto: Reprodução

A ex-presidente da Câmara Municipal de João Costa no Piauí, Maria Angélica Alves Cardoso, é alvo de ação impetrada pelo Ministério Público (MP-PI), por meio da 2º Promotoria de Justiça. O órgão aponta em processo irregularidades referentes a prestação de contas de 2010.

Dentre as práticas que configuram a improbidade administrativa, o MP destacou contratação sem concurso público ou lei autorizadora para contratação de temporário. Mesmo com o direito ao contraditório, a ex-presidente não conseguiu justificar as ilegalidades, afirma o MP.

Soma-se aos atos acima, pagamento de diárias a si e a outro vereador somando mais de R$ 12 mil reais, não constando nos autos qualquer comprovação dos deslocamentos realizados pelos vereadores, tampouco foi justificada a finalidade pública dos eventos aos quais teriam participado.

Fonte: MP-PI

Próxima notícia

Dê sua opinião: