ENEM comprometido: Presidente do INEP pede demissão

Elmer Vincenzi teria sido demitido após uma disputa de poder com a procuradora-chefe do Inep, Carolina Scherer, mas MEC alega que ele pediu demissão


Elmer Coelho Vicenzi,

Elmer Coelho Vicenzi, Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O governo de Jair Bolsonaro sofreu mais uma baixa nesta quinta-feira (16). O presidente do Instituto Nacional de Pesquisas e Estudos Educacionais (Inep), Elmer Vicenzi, foi exonerado do cargo. O Inep é o órgão responsável pelo Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

Oficialmente, o Ministério da Educação (MEC) diz que o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Elmer Coelho Vicenzi, pediu demissão hoje (16). A pasta diz apenas que a demissão foi “a pedido”. O MEC não divulgou ainda um substituto.

Delegado de Polícia Federal, Vicenzi assumiu o Inep no dia 22 de abril. Ele foi chefe do Serviço de Repressão a Crimes Cibernéticos da Coordenação-Geral de Polícia Fazendária da Diretoria de Investigação e Combate ao Crime Organizado e diretor do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

Autarquia vinculada ao Ministério da Educação, o Inep é responsável por avaliações como o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), aplicado a estudantes desde a alfabetização até o ensino médio, além dos Censos Escolar e da Educação Superior.

Fonte: Agência Brasil

Próxima notícia

Dê sua opinião: