AMEAÇAS

Estudante de pedagogia e adolescente são acusados planejar ataque a escola no Piaui

O outro suspeito é um adolescente de 16 anos, que teria procurado pelo universitário para juntos planejar o ataque


Delegacia de Polícia Civil de Água Branca

Delegacia de Polícia Civil de Água Branca Foto: Google Maps

Um estudante do curso de pedagogia, um jovem de 21 anos, é o mais novo suspeito de fazer as ameaças terroristas as escolas do município de São Pedro do Piauí. A Polícia Civil apurou que o jovem e um adolescente de 16 são os responsáveis pelas postagens assustadoras na internet, que anunciava massacre nas escolas do município. Devido às ameaças, a Prefeitura da cidade suspendeu as aulas durante uma semana.

A Delegacia Regional de Água Branca já solicitou à justiça a prisão temporária do universitário, que por meio de uma rede social ameaçou o atentado na escola municipal Landri Sales, situada no Centro de São Pedro do Piauí. A polícia constatou que os dois suspeitos mantiveram contato virtual e planejavam o ataque. O adolescente de 16 anos descobriu que o jovem já foi aluno da escola Landri Sales e que já teria sofrido bullying na época em que estudava no local, inclusive já teria sido agredido fisicamente por colegas da escola.


O delegado Paulo Nogueira, titular da Delegacia Regional de Água Branca, disse que os dois suspeitos criaram perfis falsos há um mês e que os dois faziam as postagens. O delegado disse ainda que a Justiça não autorizou o mandado de prisão temporária contra o universitário, mas autorizou o cumprimento de mandado de busca e apreensão na casa do jovem. O celular do suspeito foi apreendido e passará por uma perícia. 

O jovem já prestou depoimento à polícia e disse que foi investigado pelo adolescente para fazer o massacre na escola. O jovem falou também que algo assim precisaria ser muito bem planejado e teria falado para o adolescente não entrar nessa. Por fim, o universitário teria bloqueado o adolescente das redes sociais. 

A Polícia Civil aguarda a conclusão das perícias que estão sendo realizadas nos celulares e computadores apreendidos para finalizar o inquérito. O menor foi autuado por ato infracional análogo ao crime de ameaça.

Fonte: Polícia Civil

Próxima notícia

Dê sua opinião: