CHACINA

Polícia ainda sem pistas dos criminosos que mataram duas pessoas e feriram cinco em Timon

De acordo com testemunhas, cinco homens encapuzados chegaram atirando dentro de um bar naquele povoado.


Camila Gabriela e Eduardo Valadão foram mortos a tiros

Camila Gabriela e Eduardo Valadão foram mortos a tiros Foto: Montagem Piauí Hoje

Duas pessoas morreram e pelo menos cinco ficaram feridas numa chacina ocorrida na noite deste sábado (01.08) no povoado Piranhas, na Zona Rural de Timon, cidade maranhense separada de Teresina, no Piauí, apenas pelo rio Parnaíba. A Polícia diz que ainda não tem pistas dos criminosos.

De acordo com testemunhas, cinco homens encapuzados chegaram atirando dentro de um bar naquele povoado. Foi uma ação de surpresa. Os tiros foram disparados pra todos os lados, enquantos clientes do bar ouviam músicas em um paredão de som de um carro bebendo cerveja numa área aberta.

A Polícia foi chamada. O delegado Antônio Valente, que está à frenre do caso, disse que os tiros partiram de armas como pistolas de calibre 9.40. As vítimas fatais são o estudante Eduardo Valadão, de 23 anos, e a agente penitenciária Camila Gabriela, de 30 anos. Ela chegou a ser levada ao hospital ainda com vida, mas não resistiu aos ferimentos.

A Polícia não confirma, mas há a possibilidade de o crime ter sido ação de uma facção. Áudios compartilhados em grupos de Whatsapp relatam que os homens estavam em busca de algumas pessoas e acreditavam que elas estivessem neste bar.

Um dos relatos é de um homem que teria se escondido no barranco próximo ao rio. Em um áudio nas redes sociais, ele conta ao amigo como tudo ocorreu e como consegui escapar. Na conversa ele deixa entender que seria um alvos que os atiradores procuravam.


Veja os áudios

WhatsApp Audio 2020-08-02 at 15.14.47 (1).ogg

WhatsApp Audio 2020-08-02 at 15.14.47.ogg

Próxima notícia

Dê sua opinião: