GEDISON ALVES

Juiz manda intimar prefeito de Marcos Parente por compra de votos e abuso de poder

O Juiz determinou ainda o encaminhamento dos autos ao Ministério Público Eleitoral para se manifestar no prazo de 48 horas


Gedison Alves Rodrigues

Gedison Alves Rodrigues Foto: Reprodução internet

O juiz eleitoral da 46ª zona eleitoral de Guadalupe, cidade da região Sul do Piauí, Marcus Antônio Sousa e Silva, recebeu a ação de investigação judicial eleitoral no dia 9 de janeiro e no despacho determinou a intimação do prefeito de Marcos Parente, Gedison Alves Rodrigues, a vice-prefeita Iara Martins Santana, Ulgo Freitas da Cunha, candidato a vereador, e Laerson da Silva Santos, cabo eleitoral, para que apresentem defesa no prazo de cinco dias.

O Juiz determinou ainda o encaminhamento dos autos ao Ministério Público Eleitoral para se manifestar no prazo de 48 horas. Após a intimação de todos, o juiz decidirá se realizará a audiência de instrução.

Segundo a autora da ação, Maria José Martins de Oliveira Costa, candidata a prefeita, os acusados praticaram os crimes de Captação Ilícita de Sufrágio (compra de votos); Abuso de Poder Econômico e Uso Indevido dos Meios de Comunicação. A Ação que foi protocolada no dia 15 de dezembro de 2020, pede a cassação dos diplomas e a inelegibilidade dos acusados.


leia também: Neto do secretário de administração de Luís Correia morre depois de sofrer infarto

                          Aparição de Nossa Senhora em para-brisa de carro intriga moradores no Piauí


Os fatos narrados na Ação dizem que no dia da eleição houve oferecimento de 5 mil reais e emprego a um eleitor em troca de voto; prisão em flagrante; transporte ilegal de eleitores e apreensão de material de campanha. Além disso, existe a acusação de que houve disparo em massa de Fake News – notícias falsas, em redes socais e em grupos do whatsapp nas vésperas da eleição, para prejudicar a candidata a prefeita autora da ação.

Processo nº 0600207-98.2020.6.18.0046.

Próxima notícia

Dê sua opinião: