MISTÉRIO

Nota não esclarece morte de jovem no hospital de Barras e caso deve ir parar na Polícia

A nota, sem assinatura, é superficial e não consegue explicar o que levou paciente de 19 anos à morte; Sesapi ainda se manifestou sobrei caso


Mari Reis

Mari Reis Foto: Reprodução/Redes Sociais

O Hospital Regional Leônidas Melo - HRLM, situado em Barras, no Norte do Piauí, se pronunciou sobre a morte de uma jovem identificada apenas como Mari Silva Reis Pereira, de 19 anos. A direção lançou uma nota oficial, mas não conseguiu explicar o que causou a morte da garota, que entrou consciente naquela unidade de saúde.

A nota, evasiva e sem assinatura, não diz detalhes sobre o que ocorreu, nem cita nomes dos responsáveis pelos procedimentos que levaram a paciente à morte.

A família da vítima está inconformada e vai cobrar mais explicações do hospital. A Polícia Civil e o Conselho Regional de Medicina do Piauí - CRM/PI, serão acionados para investigar o caso.

De acordo com a nota do HRLM, a jovem faleceu na manhã de terça-feira (21) dentro do centro cirúrgico do hospital quando iria fazer uma laparoscópica para retirada de pedras na vesícula, um procedimento considerado simples.

Segundo a direção do HRLM, a cirurgia não foi realizada porque logo após a aplicação da anestesia a jovem teve "alteração cardíaca" e  morreu antes da operação.

"A paciente, com inicial M.S.R.P. deu entrada na unidade hospitalar na segunda-feira (20), no turno da tarde para a internação pré-procedimento cirúrgico, munida de todos os exames e consultas protocolares estabelecidos para a realização do mesmo, visto que esses constavam boas condições físicas para a realização do procedimento", diz a nota do HRLM.

O hospital afirma que a jovem recebeu a sedação e foi entubada, mas logo a equipe percebeu alteração cardíaca (parada cardíaca), foi tentada reanimada, mas sem sucesso. Diz ainda que a jovem disse não ter alergia à medicamento ou comorbidades. A alergia a anestésicos, por exemplo, pode causar morte.

O hospital disse ainda que o corpo de Mari Reis foi foi encaminhado para a central de análise para que a causa da morte seja investigada.

"Reafirmamos nosso compromisso e ética, todos os esclarecimentos prontamente serão atendidos.  Desde o momento do fatídico óbito da jovem, toda a equipe médica, assistencial e de direção do HRLM encontram-se a disposição das Autoridades competentes para prestar todos os esclarecimentos necessários a elucidar as causas do óbito", concluiu a nota.

A Secretaria Estadual de Saúde -Sesapi, responsável pelo Hospital Regional de Barras, ainda não se manifestou sobre o caso.

Próxima notícia

Dê sua opinião: