PANDEMIA

Em entrevista ao El País, governador critica falta de repasses do Governo Federal ao Piauí

Governador também comentou os posicionamentos de Jair Bolsonaro e as mudanças no Ministério da Saúde


Governador Wellington Dias

Governador Wellington Dias Foto: Divulgação

A agência de notícias El País publicou entrevista com o governador Wellington Dias nesta segunda-feira (18) onde o gestor comentou a 'dança das cadeiras' nos Ministérios do Governo Federal e afirmou que o Piauí não tem recebido os recursos acordados com a equipe de Bolsonaro para o enfrentamento ao novo coronavírus no Estado.

Sobre a saída dos ex-ministros da Saúde, Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich em menos de um mês, Dias afirmou que "quem caiu não foi o ministro Mandetta. Quem caiu não foi o ministro Nelson Teich. Quem caiu foi a ciência. Seguir a ciência no Brasil é uma proibição”.

O portal destacou ainda que Wellington Dias é um dos líderes de oposição ao Governo de Jair Bolsonaro no Nordeste. Para o governador, o presidente aparenta maior preocupação com a eleição presidencial de 2022 do que com o combate ao vírus. Segundo Wellington, o presidente não chegará ao final de seu mandato.

A publicação também divulgou que o Piauí tem uma das menores taxas de mortos por milhão de moradores do país. Para conferir a entrevista na íntegra, basta clicar aqui.

Recentemente o governador adotou medidas mais duras para obter maio índice de isolamento e diminuir a transmissibilidade do Covid no Piauí. Neste final de semana o transporte intermunicipal e a comercialização de bebidas alcoólicas foi proibida. Em live realizada hoje, Dias apresentou o resultado dessas medidas e comemorou o fato de o Piauí ter ficado na sexta posição entre os Estados com melhor índice de isolamento.

Próxima notícia

Dê sua opinião: