Professores da Uespi encerram greve, mas alunos continuam

Os estudantes ocupam ainda o Palácio do Pirajá e a greve estudantil é por tempo indeterminado


Manifestação de alunos e professores da Uespi

Manifestação de alunos e professores da Uespi Foto: Redes sociais

Mesmo com a suspensão da greve dos professores da universidade Estadual do Piauí (UESPI), os estudantes continuam em greve por tempo indeterminado. Os discentes decidiram em assembleia geral nessa segunda-feira (15), dar continuidade ao movimento e à ocupação do Palácio Pirajá.

Na assembleia, os estudantes discutiram as pautas relacionadas às propostas do Governo. Segundo a classe estudantil, a greve vai continuar porque não houve avanço nas negociações das pautas para os alunos da universidade.  Os alunos reivindicam o reajuste de bolsas, construção do restaurante universitário, autonomia financeira, entre outros.

O movimento SOS UESPI informou que só irá desocupar o Palácio Pirajá caso haja a criação da comissão para discutir a implantação da autonomia financeira da universidade e o compromisso para que a execução orçamentária de 2019 seja entregue em duodécimos.

Fonte: Movimento SOS Uepi

Próxima notícia

Dê sua opinião: