Geral

Piauí é único a alcançar meta na EJA integrada à educação profissional

O estado marcou 27,6% de oferta de Educação de Jovens e Adultos (EJA) integrada à educação profissional, sendo o único estado a cumprir a meta 10 do Plano Nacional de Educação.

Da Redação

Quarta - 28/02/2024 às 12:11



Foto: Divulgação O EJA TEC esteve presente em 64 escolas estaduais no ano de 2023, beneficiando mais de 26 mil estudantes com 20 cursos de diversas áreas
O EJA TEC esteve presente em 64 escolas estaduais no ano de 2023, beneficiando mais de 26 mil estudantes com 20 cursos de diversas áreas

O Piauí celebra um avanço na Educação de Jovens e Adultos integrada à Educação Profissional (EJA TEC) em 2023. De acordo com o Censo Escolar do Ministério da Educação, coordenado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP), o estado alcançou a marca de 27,6% de oferta de EJA integrada à educação profissional, cumprindo a meta 10 do Plano Nacional de Educação (PNE).

Apenas na rede estadual de educação, foram implementadas 64 escolas oferecendo EJA TEC, beneficiando mais de 26 mil estudantes com 20 cursos em áreas como gestão, saúde e tecnologia da informação.

O secretário da Educação, Washington Bandeira, enfatizou que esse sucesso é resultado de um compromisso firmado desde o início da gestão de Rafael Fonteles.

"Esse salto significativo reflete o empenho conjunto em proporcionar oportunidades de formação técnica e profissional, fortalecendo o cenário educacional do estado. O EJA TEC resgata a dignidade de pessoas que estavam fora da escola por algum motivo e faz com que elas voltem a sonhar com a transformação de suas vidas e de suas famílias", ressaltou Bandeira.

Para o ano de 2024, a Secretaria da Educação (Seduc) ampliará a oferta, passando de 64 para 355 escolas com EJA integrada à educação profissional. Novos cursos técnicos, alinhados com as demandas do mercado, serão oferecidos, incluindo áreas como energias renováveis, informática para internet e marketing digital.

O objetivo da iniciativa é proporcionar oportunidades de formação técnica e profissional, além de resgatar aqueles que por algum motivo não concluíram os estudos na idade adequada. Com esse investimento, a Seduc busca gerar mais oportunidades de emprego para os piauienses.

Fonte: CCOM

Siga nas redes sociais

Compartilhe essa notícia: