INVESTIGAÇÃO

Jovem que perdeu o bebê teve surto psicótico antes de ser socorrida, revela imagens

Imagens de câmeras de segurança revelaram que a jovem sofreu um surto antes de ser socorrida pelo SAMU


Conceição de Maria

Conceição de Maria Foto: Arquivo pessoal

A jovem Conceição de Maria Santos e Silva, que perdeu o bebê e foi internada em estado grave na Maternidade Dona Evangelina Rosa, em Teresina, sofreu um surto psicótico antes de ser socorrida. A polícia confirmou a hipótese através de imagens de câmeras de segurança. No entanto, a polícia ainda não descartou a possibilidade dela também ter sofrido violência doméstica.

A investigação presidida pela delegada Nayana Paz, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), apontou que Conceição de Maria sofreu o surto psicótico no dia 31 de outubro de 2020, dia em que foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). A jovem foi socorrida ao ser encontrada caída em uma rua no bairro Monte Castelo, zona Sul de Teresina. As imagens não foram divulgadas pela policia. 

Conforme informações da delegada, o laudo do exame do corpo de delito realizado pelo Instituto de Medicina Legal (IML), revela que as lesões no corpo de Conceição eram leves, o que não justificam a causa do estado grave em que ela se encontra. 

A polícia acredita que a jovem pode ter sofrido agressões físicas, mas o caso não se trata de uma tentativa de feminicídio. Agora, o DHPP investiga se houve a ocorrência de violência doméstica. 

Nayana Paz relatou que o estado grave da Conceição não foi consequência de espancamento e garantiu que ela não tem traumatismo ou fraturas, e sim lesões leves pelo corpo. O laudo do IML revela ainda que o estado grave da jovem pode ser em decorrência de doenças, da ingestão de medicamentos ou de alguma substância.

Por fim, as câmeras de segurança mostraram que a jovem ficou descontrolada, em surto, por mais de quatro horas, até a chegada da Polícia Militar e do SAMU. 

Estado de saúde

A jovem Conceição de Maria Santos e Silva, 24 anos, que perdeu, saiu do coma induzido e já consegue interagir com a esquipe multiprofissional da Maternidade Dona Evangelina Rosa (MDER).

De acordo com o boletim médico divulgado nessa quarta-feira (17), o quadro da jovem ainda é considerado grave, mas estável e com melhora dos níveis de consciência. A maternidade informou que Conceição segue traqueostomizada (procedimento cirúrgico onde ocorre a abertura da parede anterior da traqueia, fazendo uma comunicação da mesma com o meio externo).

Próxima notícia

Dê sua opinião: