PANDEMIA

Idosa de 89 anos morre na capital e Piauí tem mais de 1200 infectados com Covid-19

Boletim foi divulgado às 18h30 desta sexta-feira (06) pela Secretaria de Estado da Saúde


Coronavírus

Coronavírus Foto: Divulgação

Uma idosa de 89 anos, com histórico de diabetes e hipertensão, morreu nesta sexta-feira (08) em decorrência do novo Coronavírus. A informação foi divulgada pela Secretaria de Estado da Saúde (SESAPI). Esta é a 38º morte e o total de infectados é de 1233, segundo o boletim epidemiológico do Estado.

A mulher faleceu em um hospital particular de Teresina. De acordo com o boletim, foram confirmados mais 102 casos de Covid-19. São 58 mulheres e 44 homens, com idades que variam de 1 a 89 anos.

Os municípios de Cocal de Telha, Fronteiras, Ipiranga, Redenção do Gurguéia, São João da Fronteira registraram casos confirmados do novo coronavírus pela primeira vez. Com isso, 87 municípios do Piauí passam a ter casos confirmados do novo coronavírus.

Agora são 289 o total de internados, sendo 198 em leitos clínicos, 88 em UTIs e três em leitos de estabilização.

Maternidade

A Maternidade Dona Evngelina Rosa (MDER) está atendendo atualmente duas pacientes com Covid-19. Ambas passam bem, seus bebês não contraíram o novo coronavírus, e devem receber alta nos próximos dias.

A primeira paciente com resultado positivo para Sars-CoV-2 deu entrada na MDER no último dia 23 de abril. Na manhã desta sexta-feira (8), a paciente recebeu alta da UTI destinada a pacientes com a Covid-19 e foi para uma ala isolada para tratamento de coronavírus. O bebê já está em casa. Outra paciente, mãe de gêmeos e encaminhada do Hospital do Promorar, também já foi transferida e encontra-se na ala especial recebendo tratamento e evoluindo bem. A alta dessas mães está prevista para este final de semana.


O que é o COVID-19

COVID-19 é a doença infecciosa causada pelo coronavírus descoberto mais recentemente. Este novo vírus e doença eram desconhecidos antes do início do surto em Wuhan, China, em dezembro de 2019.

Como se proteger do coronavírus

- Lavar as mãos frequentemente por 20 segundos com água e sabão ou higienizá-las com álcool em gel;

- Cobrir o nariz e a boca com um lenço ou o cotovelo ao tossir e espirrar;

- Evitar contato próximo (um metro de distância) com pessoas que não estejam bem;

- Ficar em casa e se isolar das outras pessoas que moram com você caso apresente os sintomas da doença.

Sintomas do COVID-19

Os sintomas mais comuns do COVID-19 são febre, cansaço e tosse seca. Alguns pacientes podem ter dores, congestão nasal, corrimento nasal, dor de garganta, diarreia, perda do olfato e paladar. Esses sintomas geralmente são leves e começam gradualmente. Algumas pessoas são infectadas, mas não desenvolvem sintomas e não se sentem mal.

A maioria das pessoas (cerca de 80%) se recupera da doença sem precisar de tratamento especial. Cerca de 1 em cada 6 pessoas que recebe COVID-19 fica gravemente doente e desenvolve dificuldade em respirar.

As pessoas idosas e as que têm problemas médicos subjacentes, como pressão alta, problemas cardíacos ou diabetes, têm maior probabilidade de desenvolver doenças graves.

Pessoas com febre, tosse e dificuldade em respirar devem procurar atendimento médico.

Quem é do grupo de risco

Idosos e pessoas com condições médicas pré-existentes (como pressão alta, doenças cardíacas, doenças pulmonares, câncer ou diabetes) parecem desenvolver doenças graves com mais frequência do que outros.

 

Próxima notícia

Dê sua opinião: