PANDEMIA

Estudo mostra cidades do Piauí com maior risco de contágio pelo novo coronavírus

O mapeamento destaca os riscos de contaminação da COVID-19 em todo o Piauí


Mapa mostra risco de contagio comunitário no Piauí

Mapa mostra risco de contagio comunitário no Piauí Foto: Divulgação

O geógrafo piauiense Hélio Ulisses, da cidade de Pedro II, elaborou um mapa dos municípios do risco de contágio comunitário por COVID-19 no Piauí com base na mobilidade pendular da população. O mapa destaca dados disponibilizados pelo Prof. Wesley Costa da Universidade Federal de Viçosa em Minas Gerais (UFV-MG), que através de modelo matemático produz  um indicador para cada município da fração da população que se estima ter contraído a infecção por SARS-COV-2 (COVID-19) através do contágio comunitário.

Para a construção do mapa, o geógrafo levou em consideração o trânsito intermunicipal de pessoas para trabalhar e/ou acessar serviços diversos. O modelo utiliza dados de movimentação pendular da população ativa do Brasil, densidade demográfica  (obtidos do último censo demográfico, IBGE/2010) e os casos confirmados de Covid 19 divulgados pelo Ministério da Saúde.

No mapa, são classificados os municípios cinco escalas: Muito baixo – baixo – médio – alto – muito alto, do risco da COVID-19. O estudo foi divulgado no dia 31 de março.

Os municípios classificadas como ‘muito alto’ são Teresina, Nazária, Altos, Capitão de Campos, São Miguel do Tapuio, Batalha, Piracuruca, São José do Divino, Ilha Grande, Parnaíba.
Já os municípios classificadas como risco “alto’ são Demerval Lobão, Monsenhor Gil, José de Freitas, cabeceiras do Piauí, Sigefredo Pacheco, Buriti dos Montes, Barras, Piripiri, Brasileira, Pedro II, Luis Correia, Landri Sales, Guaribas, Jurema do Piauí, Avelino Lopes, Júlio Borges e Queimada Nova.

Ainda segundo o estudo, o Sul do Piauí concentra o maior número de municípios com menor possibilidade de risco comunitário.  Isso destaca que o isolamento social é a maneira mais eficaz de evitar a propagação da Covid-19. 

VEJA O MAPA:

Fonte: Com informações de Portal Rede 1

Próxima notícia

Dê sua opinião: