TRANSPLANTE

Num ato de amor, filha doa rim e salva o pai de 62 anos em Teresina

Gabriel Soares, servidor do INSS no Piauí, fazia hemodiálise desde 2019 e sonhava em ganhar um rim


Gabriela Soares e o pai Gabriel Soares

Gabriela Soares e o pai Gabriel Soares Foto: Divulgação

Pai e filha protagonizaram um momento de puro amor e compaixão nas proximidades do Natal em Teresina. Gabriela Soares, de 34 anos, realizou o sonho do pai: ganhar um rim. Gabriel Ribeiro Soares Dobrino, de 63 anos, realizava hemodiálise em Teresina desde o ano de 2019 por conta de doença de renal que lhe fez passar por uma cirurgia para remoção de um rim atingido por um câncer. 

O presente antecipado de Natal chegou para Gabriel Soares, servidor do Instituto Nacional do Seguro Social - INSS, no Piauí. No dia 06 deste mês, ele entrou no Centro Cirúrgico do Hospital Unimed Primavera (HUP), na zona Norte de Teresina, para receber um dos rins doado pela filha Gabriela. Pai e filha seguem internados e aguardam liberação para festejar o Natal em casa.

Gabriel Soares sofria com problemas renais há mais de 15 anos. Por sorte, as duas filhas dele, Laila e Gabriela são totalmente compatíveis 100% com tipo sanguíneo dele. As duas se dispuram a doar um rim a ele. Mas Gabriela acabou sendo a doadores por ter sido considerada pelos médicos e psicólogos em melhores condições doar o órgão.

"Ambos estão muito bem. O Sr. Gabriel com rim funcionando, ficará na UTI, como rotina e depois segue para o quarto. Enquanto a sua filha segue internada por apenas dois dias", explica o nefrologista Avelar Alves, coordenador da equipe de transplantes do hospital.

O transplante renal é indicado em casos de insuficiência renal crônica. 

"Para pacientes com essa condição, ou fazemos hemodiálise ou transplante. Como ele já fazia hemodiálise há quatro anos, o melhor tratamento era o transplante. Isso em termos de recondução social e produtiva do paciente e, principalmente, na melhora da qualidade de vida", ressalta o médico.

Com o transplante de Gabriel, o HUP alcançou a marca histórica de 30 transplantes renais, entre pacientes vivos, com 100% de sucesso. O hospital é referência em transplante de rim e o único da rede privada do Piauí que realiza o procedimento de alta complexidade.

De acordo com dados da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO), em 2021 mais de 15 mil pacientes esperavam por um rim. Já os dados do Ministério da Saúde no Brasil, mostram que o transplante renal representa cerca de 70% do total de transplantes de órgãos no país. Esse percentual coloca o Brasil na terceira posição mundial entre os maiores transplantadores de rim.

Siga nas redes sociais
Próxima notícia

Dê sua opinião: