CONCENTRAÇÃO

Dicas para potencializar o seu cérebro e estudar melhor

É durante o sono que o cérebro registra as memórias do dia anterior


Concentração

Concentração Foto: Divulgação

O cérebro funciona como um músculo do corpo, ele precisa ser exercitado e estimulado para funcionar melhor. Mas como treinar o cérebro para melhorar o desempenho nos estudos? Algumas técnicas que priorizam o foco, a atenção e até as que estimulam a melhora da memória, podem ajudar a aumentar a capacidade do cérebro não apenas para estudar, mas também para você ter um desempenho melhor no trabalho ou em outras atividades.

Selecionamos algumas dicas para ajudar nesse processo. Confira abaixo!

Durma bem

É durante o sono que o cérebro registra as memórias do dia anterior. Além disso, quando não dormimos o suficiente o corpo todo sente os efeitos como cansaço, mau-humor, dor de cabeça, falta de disposição, sentimento de que está faltando energia para qualquer tarefa, entre outros sintomas. Por isso, é importante ter boas noites de sono antes de estudar.

Se alimente bem

Não é nenhuma novidade que a alimentação interfere direto no bom funcionamento do corpo, inclusive, do cérebro. De acordo com a ciência, alimentos como feijão, brócolis, chocolate, ovos, tomate e o salmão contribuem para melhorar o raciocínio e a memória, e podem prevenir doenças como Alzheimer.

Pratique atividades físicas

Realizar uma atividade física não só faz bem para manter o corpo saudável, mas principalmente para melhorar a capacidade do cérebro. Além de melhorar a capacidade cognitiva, o cérebro libera uma substância chamada endorfina, que entre os principais benefícios ajuda no combate ao estresse e melhora o sono.

Faça meditação

Há tempos que a meditação é utilizada para acalmar a mente. Além de melhorar a capacidade de cognição e o sono, a prática ajuda no combate ao estresse e à depressão. Ao praticar a meditação você também estará treinando a sua atenção plena, que é fundamental durante o aprendizado.

Faça intervalos durante o aprendizado

Segundo a pesquisadora em psicologia cognitiva da Universidade de Oakland (EUA) e uma das autoras do livro "Aprendendo a aprender para Crianças e Adolescentes", Barbara Oakley, o cérebro trabalha no modo focado e no modo difuso. O primeiro é quando temos total atenção em alguma coisa, já o difuso é quando o cérebro está mais relaxado. Durante o aprendizado o cérebro precisa alternar entre esses dois módulos focando e depois dando um tempo para pensar com mais clareza. 

Para colocar isso em prática, a dica é determinar um tempo de estudos, por exemplo 50 minutos, e depois disso 10 minutos para você se distrair. Nesse momento, tente fazer algo para relaxar, como ouvir uma música com atenção, brincar com os pets, tomar um café saboreando-o. Depois volte para a tarefa e repita quantas vezes for necessário. 

Faça anotações

Fazer anotações durante uma aula, por exemplo, é uma das melhores técnicas de estudo. Isso porque ao escrever o cérebro está processando as informações daquele momento e registrando o que você julgou mais importante. Para complementar essa técnica, no dia seguinte ou após algumas horas tente lembrar das anotações e as reveja sempre antes da próxima aula. Retomar o assunto é outra forma de fortalecer as informações na memória.

Treine sua memória no dia a dia

Treinar a memória é tirá-la do modo automático e estimular o seu uso. Ao invés de criar uma lista de supermercado, tente criar uma lista mental memorizando os itens que precisa comprar. Tente fazer cálculos de cabeça ao invés de usar a calculadora. Tente escutar uma música focando em apenas um instrumento da melodia. Decore números de telefone das pessoas mais próximas. 

Tudo isso faz parte da "ginástica cerebral" a fim de  estimular mais a memória. Para potencializar ainda mais os seus resultados, existem cursos online como o da Catho Educação, que apresenta técnicas específicas de memorização e aprendizagem, para ajudar não apenas nos estudos, mas também para melhorar o autocontrole e a concentração.

Contudo, é importante que essas dicas entrem na sua rotina e tornem-se um hábito para o seu estilo de vida. Além de estudar melhor, você sentirá uma disposição maior para realizar outras atividades e tarefas que deseja incluir na sua vida.

Fontes: https://neurologiaintegrada.com.br/quais-alimentos-ajudam-a-melhorar-nossa-memoria/

https://metodosupera.com.br/cinco-dicas-da-neurociencia-para-potencializar-seus-estudos/

Fonte: Aline dos Santos Matos

Próxima notícia

Dê sua opinião: