Paula deixa a Globo e vai parar na delegacia por racismo

A campeã do BBB 19 teria agido com preconceito contra o participante Rodrigo


Paula no

Paula no "BBB19" Foto: Reprodução

A campeã do Big Brother Brasil 19, Paula Sperling, será intimada pela Polícia Civil para depor. Ela é investigada por injúria por preconceito baseado em intolerância religiosa. De acordo com o delegado Gilbert Stivanello, o depoimento de Paula deve acontecer na semana que vem na Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) do Rio de Janeiro.

Segundo o site Revista Fórum, o motivo da investigação foi uma declaração dada durante o jogo ao se referir a um participante negro, Rodrigo França, que frequenta o Candomblé. “Tenho medo do Rodrigo. Ele mexe com esses trecos… ele sabe cada Oxum [divindade de matriz africana] deles lá. Nosso Deus é maior”, disse Paula. França, depois de ser eliminado, inclusive, prestou queixa na polícia contra a agora campeã do reality show.

Essa não foi a única declaração preconceituosa de Paula durante o programa. Ela já chegou a se referir a cabelo de negros como “ruim” e afirmar que cotas raciais são “uma forma de racismo”. O preconceito da mineira, no entanto, cativou o público e a fez ser escolhida a vencedora com votação recorde.

Fonte: Revista Fórum

Próxima notícia

Dê sua opinião: