Confira

WandaVision é aposta da Marvel para manter dinastia pop no Disney+

Protagonizada por Elizabeth Olsen e Paul Bettany, produção estreia nesta sexta-feira (15/1) cercada de expectativa e boas avaliações.


Wanda Vision

Wanda Vision Foto: Foto: Reprodução

Dois anos após o lançamento do Disney +, a Marvel enfim vai fazer sua estreia no serviço de streaming da gigante do entretenimento. Nesta sexta-feira (15/1), WandaVision, série protagonizada por Elizabeth Olsen, a Feiticeira Escarlate e Paul Bettany, o Visão, chega ao canal cercada de expectativas. Afinal, será que o sucesso dos cinemas será repetido no mercado de seriados?

WandaVision luta contra o histórico recente do Universo Cinematográfico Marvel (MCU) no streaming. A parceria com a Netflix – que resultou em Jessica Jones, Demolidor, Luke Cage e Punho de Ferro – não teve o sucesso de público e crítica que as produções cinematográficas do arco de Os Vingadores. Apesar desse “peso”, a nova produção tem duas vantagens competitivas: a primeira é ser produzida, lançada e divulgada “em casa”, no streaming da Disney, que comandou os filmes com gigantesco sucesso.

A segunda vantagem competitiva de WandaVision é o timing: a série, devido aos adiamentos ocorridos em 2020, será o primeiro produto do MCU a ser disponibilizado em um ano e deve revelar quais serão os próximos passos do estúdio na Fase 4 do seu mais lucrativo universo. Além desses pontos, a produção inaugura também a era das séries Marvel no streaming – Loki e Falcão e Soldado Invernal já estão a caminho e devem ser lançadas ainda em 2021.

Dois anos após o lançamento do Disney +, a Marvel enfim vai fazer sua estreia no serviço de streaming da gigante do entretenimento. Nesta sexta-feira (15/1), WandaVision, série protagonizada por Elizabeth Olsen, a Feiticeira Escarlate e Paul Bettany, o Visão, chega ao canal cercada de expectativas. Afinal, será que o sucesso dos cinemas será repetido no mercado de seriados?

WandaVision luta contra o histórico recente do Universo Cinematográfico Marvel (MCU) no streaming. A parceria com a Netflix – que resultou em Jessica Jones, Demolidor, Luke Cage e Punho de Ferro – não teve o sucesso de público e crítica que as produções cinematográficas do arco de Os Vingadores. Apesar desse “peso”, a nova produção tem duas vantagens competitivas: a primeira é ser produzida, lançada e divulgada “em casa”, no streaming da Disney, que comandou os filmes com gigantesco sucesso.

>>Claudia Métne desfila em prol dos pets

>>Warner Bros passará a distribuir os filmes da Universal Pictures no Brasil; entenda

O que veremos?

Com poucos detalhes revelados até então sobre a trama, WandaVision acompanhará os dois seres super-poderosos vivendo sua ideal vida suburbana: revelando os grandes poderes da feiticeira em moldar uma nova realidade. A série, então, mistura as referências das sitcoms clássicas com o tom que ditou o MCU (comédia e pancadaria soft) nos últimos 13 anos.

Além disso, a produção vai explorar os poderes de Wanda Maximoff, que ainda não mostrou nos cinemas suas habilidades tão conhecidas nos quadrinhos – sendo uma das heroínas mais poderosas. Com o final de Vingadores e as informações divulgadas sobre a Fase 4, o MCU vai apostar com tudo no multiverso e WandaVision deve abrir o caminho para o tema.

Após os eventos de "Vingadores: Endgame", Wanda Maximoff/Feiticeira Escarlate (Elizabeth Olsen) e Visão (Paul Bettany) se esforçam para levar uma vida normal no subúrbio. Mas a dupla de super-heróis logo começa a suspeitar que nem tudo é o que parece.

A expectativa é que a série adapte elementos da saga Dinastia M, fase dos quadrinhos em que a Feiticeira Escarlate acaba mudando a realidade vivida pelos personagens da Marvel, fazendo com que os mutantes se tornem uma “raça superior” e com que os Vingadores e os X-Men se esqueçam do mundo em que viviam.

Outro ponto a se destacar é que a série terá ligação direta com Doutor Estranho 2, que contará com a participação da Feiticeira Escarlate. Nomeado de Multiverso da Loucura, o longa terá direção de Sam Raimi, responsável pela trilogia do Homem-Aranha de Tobey Maguire. De acordo com Elizabeth Olsen, a série será uma “pré-sequência” do filme.

Fonte: Adoro Cinema

Próxima notícia

Dê sua opinião: